Ponte Preta x Atlético-MG - Caldeirão preparado para fritar o Galo?

Após empatar por 1 a 1 em Minas Gerais, a Macaca se classifica na Copa do Brasil com um empate sem gols

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - O Moisés Lucarelli vai voltar a se tornar um caldeirão. Depois de ficar vazio durante praticamente toda a temporada, o estádio deve receber um público recorde na noite desta quarta-feira, quando a Ponte Preta enfrenta o Atlético-MG, a partir das 19h30, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. E a Macaca aposta justamente na força da arquibancada para desbancar um dos principais candidatos ao título.

O jogo de ida foi realizado no dia 24 de agosto, em Belo Horizonte, e ficou empatado em 1 a 1, no Mineirão. Como marcou um gol fora de casa, a Ponte Preta entra em campo classificada, mas o Atlético-MG passa se empatar com dois ou mais gols (2 x 2, 3 x 3, 4 x 4...). Quem ganhar avança para as quartas de final e o adversário vai sair de um novo sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Torcedores foram ver último treino da Ponte Preta antes do jogo decisivo contra o Galo
Torcedores foram ver último treino da Ponte Preta antes do jogo decisivo contra o Galo

RECORDE DE PÚBLICO?
Apesar de muitos considerarem a Ponte como dona de uma das torcidas mais fanáticas do Interior, os alvinegros estão decepcionando em 2016, tanto que a média é de 4.574 pessoas por jogo. O recorde aconteceu no dia 5 de março, quando a Macaca foi derrotada pelo XV de Piracicaba, por 1 a 0, em partida válida pelo Campeonato Paulista. Ao todo, 9.524 torcedores pagaram ingressos.

E a decepção fica ainda maior se levar em conta o público no Brasileirão. A Ponte Preta está realizando uma campanha surpreendente, figurando na oitava colocação e a seis pontos do G4, e mesmo assim os torcedores não estão aparecendo no Majestoso. Com média de 4.643 pessoas por jogo, a Macaca está na penúltima colocação em relação ao público, ficando na frente apenas do América-MG.

A expectativa, porém, é que esse recorde seja quebrado nesta quarta-feira, quando mais de dez mil pessoas são aguardadas no Moisés Lucarelli. Na terça, no último treinamento realizado antes do jogo, pouco mais de cem torcedores foram ao Majestoso e fizeram a festa nas arquibancadas, sendo aplaudidos pelos torcedores após a atividade.

O técnico Eduardo Baptista ainda tem algumas dúvidas sobre a escalação da Ponte
O técnico Eduardo Baptista ainda tem algumas dúvidas sobre a escalação da Ponte

"Todo mundo aqui gosta de viver um momento desse. É só ver o clima criado pela torcida hoje. Temos que controlar um pouco a ansiedade, pois o emocionaram será importante. É um momento decisivo, mas acho que o time chega preparado para lidar com essa situação", destacou o técnico Eduardo Baptista.

DESFALQUES NA MACACA
Expulso no Mineirão, o zagueiro Douglas Grolli é o primeiro desfalque certo da Comissão Técnica. Ele recebeu o primeiro cartão amarelo aos 23 minutos do segundo tempo e acabou expulso nos acréscimos por colocar a mão na bola. Treinando normalmente e esperando uma oportunidade, Antônio Carlos é o mais cotado para assumir a vaga, mas Tiago Alves também corre por fora.

Além dele, o volante Wendel e o atacante William Pottker não podem entrar em campo – o primeiro defendeu o Goiás e o segundo o Linense na mesma competição. Com isso, Baptista terá que quebrar a cabeça para escalar o time. Entregues ao Departamento Médico, Thiago Galhardo e Rhayner correm contra o tempo para suprir as saídas, mas ainda dependem de uma nova avaliação.

Outras opções para frente são Felipe Azevedo e Wellington Paulista, ao lado de Roger e Clayson, já confirmados. Fechando a lista de desfalques, o zagueiro Kadu segue recuperando um problema no pé e o atacante Zé Roberto, mais novo reforço da Ponte, já atuou pelo Bahia na Copa do Brasil e também não poderá entrar em campo.

O técnico Marcelo Oliveira realizou uma atividade com os portões fechados para a imprensa
O técnico Marcelo Oliveira realizou uma atividade com os portões fechados para a imprensa

“Estamos muito entrosados. Todos que estão ali na frente sabem sua importância, jogando ou não. Eu também sei a minha. Estou feliz pelo momento que eu vivo, pelo momento que a Ponte vive, acho que estamos prontos a fazer história. Sinto que estamos prontos a passar de fase na Copa do Brasil e brigar pela Libertadores no Brasileiro”, comentou Roger

VAI POUPAR?
O Atlético-MG realizou a última atividade antes de embarcar para Campinas na tarde desta terça-feira e Marcelo Oliveira fechou para a imprensa, não revelando qual time vai mandar a campo. Após o empate no clássico com o Cruzeiro, por 1 a 1, no último final de semana, o treinador havia admitido a possibilidade de poupar os jogadores, dizendo que o foco do Galo nesta temporada era conquistar o Brasileirão.

O único desfalque certo é o atacante Fred, que já defendeu o Fluminense pela Copa do Brasil e por isso não pode mais atua por outro clube na competição. No entanto, por conta de desgaste, o lateral-esquerdo Fábio Santos, o zagueiro Leonardo Silva, o volante Rafael Carioca e o atacante Robinho podem ser poupados por Marcelo Oliveira.

"Acho que as duas competições são de extrema importância. Temos que entrar de cabeça na Copa do Brasil. O Atlético-MG investiu bastante esse ano para trazer vários jogadores de qualidade e temos que mostrar a e nossa força, tanto quanto o time principal quando se for para mesclar", comentou o volante Júnior Urso.

Ficha Técnica

Fase
Oitavas de Final
Rodada
2ª rodada
Data
21/09/2016
Horário
19h30
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Héber Roberto Lopes (SC)

Renda
R$ 186.700,00
Assistentes
Kléber Lúcio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

Público
8.588 pagantes
Cartões Amarelos
Ponte Preta-SP: Elton, Jeferson

Gols
Ponte Preta-SP: Roger 13' 1T, Felipe Azevedo 2' 2T
Atlético-MG: Lucas Pratto 29' 2T, Robinho 40' 2T
Ponte Preta-SP
Aranha;
Nino Paraíba (Wellington Paulista), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo;
João Vitor, Maycon e Thiago Galhardo (Elton);
Felipe Azevedo,Roger e Clayson.
Técnico: Eduardo Baptista.
Atlético-MG
Victor;
Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos;
Rafael Carioca (Dátolo), Júnior Urso e Otero (Cazares);
Clayton (Hyuri), Lucas Pratto e Robinho.
Técnico: Marcelo Oliveira.