Flamengo 4 x 0 Botafogo – Mengão está “brocado” nas semifinais!

Hernane marcou três gols e é, ao lado de Magno Alves, o maior artilheiro do Brasil em 2013

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 23 (AFI) – Ele pode não ter qualidade técnica como Ronaldo, Romário, Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar e Ibrahimovich, mas não precisa disso para balançar as redes adversárias. Não é a toa que passou a ser chamado de "brocador". E, na noite desta quarta-feira, Hernane honrou o apelido e garantiu a classificação do Flamengo para as semifinais da Copa do Brasil ao marcar três gols na vitória sobre o Botafogo, por 4 a 0, no Maracanã.

Como os dois jogos foram realizados no estádio mais conhecido do mundo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que não teria critério de desempate, considerando que os dois mandos de campo são neutros. Na primeira partida, Flamengo e Botafogo ficaram no empate por 1 a 1. Assim, quem vencesse nesta quarta-feira garantiria vaga nas semifinais. O Mengão pode ter pela frente Vasco da Gama ou Goiás, que se enfrentam nesta quinta-feira, no Maracanã. Em Goiânia, vitória esmeraldina por 2 a 1.

E Hernane teve um motivo a mais para deixar o gramado realizado. Com os três gols marcados nesta noite, o atacante chegou aos 31 na temporada e empatou com Magno Alves (Ceará) na Artilharia do Brasil em 2013. Eles são seguidos de perto por Bruno Rangel (Chapecoense, com 30), William (Ponte Preta, com 29) e Walter (Goiás, com 28). Além disso, o “brocador” é o maior goleador do novo Maracanã, com 12 gols.

Brocador é o cara!
O Flamengo teve um primeiro tempo praticamente impecável, se segurando muito bem na defesa e criando vários lances no ataque. Logo aos seis, Paulinho fez boa jogada individual, passou por dois adversários e bateu para grande defesa de Jefferson. Na sequência foi a vez do Botafogo responder. Gegê soltou a bomba de longe e Felipe espalmou pela linha de fundo. Após contra-ataque puxado por Paulinho, Carlos Eduardo recebeu livre de marcação e chutou em cima do goleiro botafoguense.

O placar foi aberto, de forma merecida, pelo Flamengo aos 19 minutos. André Santos cobrou falta para dentro da área, a zaga botafoguense se atrapalhou na hora de tirar e a bola sobrou para Hernane, que soltou a bomba de primeira. A partida caiu um pouco de produção depois disso justamente porque o time rubronegro diminuiu o ritmo, procurando explorar mais o contra-ataque, enquanto os jogadores botafoguenses eram anulados pelos adversários.

E Hernane, sempre ele, tratou de dar mais alegria aos torcedores do Flamengo. Paulinho recebeu de André Santos, invadiu a área e bateu para boa defesa de Jefferson. A bola, porém, sobrou nos pés do atacante, que completou, aos 33 minutos. Daí em diante, os dois times arriscaram algumas finalizações de longa distância, mas praticamente não exigiram grandes defesas dos goleiros.

Virou goleada
Atrás do marcador e precisando de dois gols para levar a decisão para os pênaltis, o Botafogo voltou do intervalo com uma formação mais ofensiva - Sassá no lugar de Marcelo Mattos - e criou duas boas cances antes dos cinco minutos. Lodeiro ia recebendo livre dentro da área se não fosse Wallace, que se recuperou e aliviou o perigo. Na sequência, Sassá passou pelo goleiro Felipe, mas sem ângulo não conseguiu chutar e Léo Moura ficou com a bola.

No entanto, quem voltou a balançar as redes foi Hernane. André Santos cruzou na medida para o atacante, que livre de marcação completou de cabeça. O gol deu uma desanimada no Botafogo, que viu a situação ficar ainda mais complicada aos 24, quando Dória fez pênalti em cima de Hernane e foi expulso. Léo Moura cobrou com perfeição no canto direito, deslocando Jefferson e aumentando ainda mais a goleada.

A torcida alvinegra começou a deixar o Maracanã depois do quarto gol, para festa rubronegra. Já o técnico Oswaldo de Oliveira, com medo de uma goleada ainda maior, tirou o meia Seedorf e colocou o zagueiro Dankler. Aos 35, André Santos arriscou de longe e a bola passou raspando o travessão de Jefferson. A Chance do Botafogo diminuir veio no minuto seguinte, quando Sassá bateu rasteiro na rede pelo lado de fora.

Ficha Técnica

Fase
Quartas-de-final
Rodada
2ª rodada
Data
23/10/2013
Horário
21h50
Local
Estádio do Maracanã, no, Rio de Janeiro (RJ) - RJ
Árbitro
Paulo Cesar de Oliveira (SP)

Assistentes
Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Fabio Pereira (TO)
Renda
R$ 2.955.555,00

Público
50.505 (pagantes)
Flamengo-RJ
Felipe; Léo Moura (Rafinha), Chicão, Wallace e André Santos; Amaral, Luiz Antônio, Elias e Carlos Eduardo (Adryan); Paulinho (Bruninho) e Hernane.
Técnico: Jayme de Almeida
Botafogo-RJ
Jefferson; Gilberto, Bolívar, Dória e Júlio César; Renato (Lucas Zen), Marcelo Mattos (Sassá), Gegê, Lodeiro e Seedorf (Dankler); Rafael Marques.
Técnico: Oswaldo de Oliveira