Nacional 0 x 0 Votuporanguense - Naça joga bem, mas não balança as redes de Gatti

No momento, o CAV é líder com nove pontos, três a mais do que o NAC, vice-líder do Grupo 7 da Copa Paulista

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 12 (AFI) - Os integrantes do G2 do Grupo 7 da Copa Paulista se enfrentaram na tarde desta quarta-feira, em São Paulo, no estádio Nicolau Alayon, na rua Comendador Souza, pela quinta rodada da segunda fase. O empate sem gols, porém, não foi bom nem pra Nacional, nem para Votuporanguense.

O resultado foi ainda pior para os donos da casa. A equipe paulistana pressionou muito, principalmente no primeiro tempo, mas não conseguiu balançar as redes do goleiro Gatti. Os dois times agora esperam o término do duelo entre Red Bull e Comercial, que se enfrentam desde as 16 horas. No momento, o CAV é líder com nove pontos, três a mais do que o NAC, vice-líder da chave. Caso o Toro Loko não vença, o Pantera estará nas quartas de final.
NAC e CAV se enfrentaram em São Paulo (Foto: Deivid Silva)
NAC e CAV se enfrentaram em São Paulo (Foto: Deivid Silva)

NAC e CAV se enfrentaram em São Paulo (Foto: Deivid Silva)

PRESSÃO NACIONALINA, MAS GOL NÃO SAI
Desde os instantes inicias, os donos da casa foram pra cima com a intenção de abrir o marcador o mais rápido possível, o que não aconteceu, apesar das boas chances criadas. Aos seis minutos, Jobson bateu firme e forte de pé esquerdo. A bola passou perto do goleiro Gatti, que só rezou e viu a bola se perder pela linha de fundo.

Aos 10, o Nacional chegou mais uma vez com chute de fora da área: Emerson Mi aproveitou o rebote e pegou firme. A pelota subiu, mas foi o suficiente para o arqueiro visitante reclamar com sua defesa. Pouco depois, o Naça chegou de novo: Emerson Mi chutou cruzado e forte, Gatti voou, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 33, Mi, mais uma vez, aproveitou cruzamento e cabeceou com muito perigo.

GOL VISITANTE ANULADO
Apesar da pressão do Nacional, o técnico Alex Alves voltou com duas alterações, tudo para buscar a importantíssima vitória. Aos oito minutos, uma confusão. Marcão fez o gol de cabeça, e a arbitragem chegou a validar o gol. Entretanto, o quarto árbitro sinalizou que o atleta votuporanguense estava em posição de impedimento. Assim, o tento que abriria o marcador foi anulado.

Quando a segunda etapa chegou à sua metade, ambos os treinadores mexeram com a missão de deixar os times mais ofensivos. A princípio, os paulistanos levaram vantagem nas mudanças, pois a pressão continuou. Aos 28, o Nacional chegou muito perigo, com diversos cruzamentos. Porém, a zaga alvinegra afastou a bola. A reta final do duelo foi bastante movimentado, com as duas equipes buscando muito o gol. O empate, porém, foi final.

PRÓXIMA RODADA
No próximo domingo, às 10 horas, o Votuporanguense recebe o Comercial, em casa, na Arena Plínio Marin, enquanto o Nacional vai à Campinas, onde encara o Red Bull.

Ficha Técnica

Fase
Segunda Fase
Rodada
5ª rodada
Data
12/10/2016
Horário
15h00
Local
Nicolau Alayon - São Paulo (SP)
Árbitro
Rodrigo Gomes Paes Domingues

Renda
R$ 3990,00
Assistentes
Leandro Fernandes Rodrigues e Vladimir Nunes da Silva

Público
343 pessoas
Cartões Amarelos
Votuporanguense: Marcelo Godri , Xaves, Afonso, Kleber

Nacional
Matheus;
Tiaguinho, Bruno Lima, Pedro e Felipe Manoel (Carrara);
Luiz Azevedo, Caio Mendes e Emerson Mi (Célio Guilherme);
Jobson, Tuco (Jader) e Anderson Magrão.
Técnico: Alex Alves
Votuporanguense
Gatti;
Afonso, Marcão, Marcelo Godri e Felipe Gregory;
Xaves, Adriano Ferreira (Faísca), Kleber e Paulo Josué (Thales);
Anderson Cavalo e Elvinho.
Técnico: Ito Roque