Serra promete acelerar procedimento de traslado dos corpos na Colômbia

Serra disse ter pressa para resolver a identificação e a liberação das vítimas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 01 - O ministro das Relações Exteriores, José Serra, chegou à Colômbia na tarde desta quarta-feira com o intuito de acelerar os trâmites burocráticos para liberação dos corpos das vítimas do acidente aéreo da delegação da Chapecoense. Em Medellín, Serra afirmou que vai trabalhar com autoridades locais para cuidar dos preparativos para a transferência dos cadáveres, prevista para até sexta-feira, no máximo.

Serra disse ter pressa para resolver a identificação e a liberação das vítimas. "Vim à Colômbia para tomar conhecimento, trazer solidariedade e encaminhar providências. O trabalho já está sendo desenvolvido com celeridade, com o reconhecimento dos corpos e as providências do traslado", afirmou em entrevista coletiva no aeroporto. Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) estão na cidade colombiana para fazer o transporte.

A expectativa do ministro é resolver as pendências até sexta-feira. "Em dois dias o trabalho de reconhecimento das vítimas deverá ser concluído. Os corpos serão transferidos depois das devidas identificações e a finalização das condições para que viajem", disse. Segundo o Itamaraty, 42 das 71 vítimas já tinham sido identificadas até a tarde de quarta-feira. O trabalho é centralizado no Instituto de Medicina Legal de Medellín.

O ministro disse ter viajado a pedido do presidente Michel Temer e, além de participar da cerimônia realizada no estádio Atanasio Girardot em memória das vítimas, contou estar em contato com os familiares das vítimas para prestar possíveis auxílios. "Nesse momento de muita tristeza, viemos expressar nossa solidariedade", comentou.