Clubes do Distrito Federal prestam homenagem a Chapecoense

Luziânia, Brasiliense e Gama prestaram suas homenagens às vítimas da fatalidade ocorrida nesta terça-feira

por Sérgio Porto - Brasília

Brasília, DF, 29 (AFI) - Os clubes do Distrito Federal que tiveram passagem de profissionais envolvidos na tragédia com a delegação da Chapecoense, que entristeceu o mundo futebolístico, fizeram suas homenagens em seus sites.

Na Gama quem teve passagem foi o técnico Caio Junior, ele que comandou o alviverde candango na série B de 2005. Já no Sobradinho, Brasília e Guará quem atuou foi Anderson Martins, o Boião. Ele era preparador de goleiros da Chapecoense já há oito anos.

Já na imprensa esportiva da Capital do Brasil quem passou foi o jornalista Paulo Júlio Clemente, que atualmente atuava no canal Fox Sport, também falecido na queda do avião que levava a Chapecoense para a Colômbia.

Nos seus sites oficiais, Gama, Sobradinho, Luziânia e Brasiliense fizeram suas homenagens pela tragédia da queda do avião que causou a morte de 19 atletas da Chapecoense, de ex-dirigentes do clube, como também, mais de 20 jornalistas brasileiros que acompanhavam a delegação do time catarinense.

A última participação da Chapecoense em Brasília foi em 2011, na oportunidade enfrentou o Brasiliense que era comandado por Argel Fucks, no empate em 2 a 2 em partida válida pela série C do brasileiro daquele ano.