Itamaraty envia equipe a Medellín para prestar apoio a vítimas de acidente aéreo

Ao menos 70 pessoas morreram na tragédia, entre jogadores da Chapecoense, jornalistas e membros da tripulação

por Agência Estado

Chapecó, SC - Funcionários da embaixada do Brasil em Bogotá e do Ministério das Relações Exteriores em Brasília estão a caminho de Medellín para "prestar toda a assistência necessária às vítimas e a seus familiares e de dar apoio ao traslado dos corpos ao Brasil", informou nesta terça-feira o Itamaraty, em nota. A equipe é chefiada pelo embaixador Julio Bitelli.

Julio Bitelli prometeu toda ajuda da Itamaraty
Julio Bitelli prometeu toda ajuda da Itamaraty
"O Ministério das Relações Exteriores manifesta seu profundo pesar pelo trágico acidente aéreo ocorrido na Colômbia, que vitimou jogadores, comissão técnica e dirigentes da Associação Chapecoense de Futebol, bem como jornalistas e tripulantes que acompanhavam a delegação", diz o texto.

"O Itamaraty soma-se às expressões de pesar aos familiares das vítimas e à população de Chapecó e faz votos de pronto restabelecimento aos sobreviventes."

O acidente aéreo aconteceu na madrugada desta terça (no horário de Brasília) quando o avião se aproximava de Medellín, cidade onde seria disputada o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, na noite de quarta. O voo partiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Ao menos 70 pessoas morreram na tragédia, entre jogadores da Chapecoense, jornalistas e membros da tripulação.