São Bento 1 x 0 CSA - Chuva complica e Bentão não consegue gols e sai na Série D

Atrapalhado por uma forte tempestade na segunda metade da etapa final, o São Bento só conseguiu um gol e está fora da final da Série D

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 18 (AFI) – O São Bento venceu o CSA por 1 a 0 na tarde deste domingo no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pelo jogo de volta da semifinal da Série D do Campeonato Brasileiro, mas o resultado não foi suficiente para classificar o Bentão para a final.

Com a vitória por 2 a 0 na ida, o CSA consegue avançar para enfrentar o Volta Redonda na final. O time alagoano jogará a primeira partida da final em casa e o segunda jogo no Rio de Janeiro. São Bento, CSA, Moto Club e Volta Redonda conseguiram o acesso para a Série C em 2017.

O São Bento comandou a partida na primeira etapa, mas não conseguiu chegar ao gol. No segundo tempo, o Azulão de Sorocaba ficou em vantagem numérica em campo, mas uma forte chuva de granizo começou e complicou a vida do São Bento. A partida foi paralisada duas vezes, o campo ficou alagado e metade dos refletores do estádio pararam de funcionar. Ainda assim, o São Bento marcou no fim da partida, mas não conseguiu reverter a derrota da ida.

O São Bento dominou as ações na partida, mas não conseguiu marcar
O São Bento dominou as ações na partida, mas não conseguiu marcar

JOGO NERVOSO
Como esperado, o São Bento começou a partida indo para cima e o CSA demonstrou nervosismo com a pressão adversária no início da partida. Logo aos 4 minutos, o Bentão conseguiu uma falta na entrada da área. Giovanni cobrou e Jeferson defendeu bem.

Aos 14, falta para o time alagoano, Leandro testou com e a bola raspou o gol de Viana. Depois de uma pressão inicial do São Bento, CSA começou a controlar o jogo. Aos 18 minutos, Zambi ia receber a bola na dividida com a zaga e caiu reclamando de empurrão e de penal para o São Bento. Aos 20 minutos, Jeferson, goleiro do CSA, sai com lesão na coxa e Pantera entrou.

O jogo seguiu movimentado na primeira etapa, mas ainda assim as chances claras de gol não apareceram. O São Bento seguiu tomando frente nas ações da partida, mas com um pouco de nervosismo não conseguiu encontrar o caminho do gol e foi para o intervalo com o placar ainda zerado. Só na primeira etapa, foram cinco cartões amarelos.

TUDO CONTRA O BENTÃO
Na segunda etapa, o São Bento continuou tomando frente e partindo para cima. Aos 5 minutos, o Bentão conseguiu uma boa falta na entrada da área, mas desperdiçou cobrando na barreira. O lance mais perigoso da partida até então aconteceu na sequência. Aos 7 minutos, o Azulão de Sorocaba chegou pela direita e Magrão chegou de carrinho na entrada da pequena área para completar o cruzamento venenoso. O atacante do Bentão bateu cruzado e a bola passou rente à trave do CSA.

Logo em seguida, aos 10 minutos, Denílson, lateral do CSA, fez falta feia e recebeu seu segundo cartão amarelo, deixando os alagoanos em desvantagem numérica. Com um a mais em campo, o São Bento prometia ir com tudo para cima, mas a sorte não ajudou.

Na metade do segundo tempo, começou a chover muito forte em Sorocaba e a partida chegou até a ser paralisada. Com o campo alagado, o Bentão precisou jogar contra o CSA e contra as condições do gramado, o que diminuiu bastante o ritmo do jogo e o número de chances criadas.

Passando dos 20 minutos e com o placar em 0 a 0, o relógio passou a ser outro inimigo do time de Sorocaba, que precisava fazer dois gols. Assim como a chuva forte, a iluminação começou a cair no CIC, mas o jogo não parou. Aos 18 e 19 Cavalo teve duas chances para o Azulão, mas não aproveitou.

Cerca de 15 minutos depois da primeira paralisação,recomeçou uma baita tempestade e granizo, deixando apenas 50% da iluminação funcionando e colocando a integridade física dos atletas em jogo. Depois de muito tempo parado, o jogo recomeçou, mas já sem condições de partida. Aos 46 minutos (descontando o tempo em que o jogo ficou paralisado), o atacante Magrão conseguiu ganhar na bola aérea e ainda marcou um gol para São Bento, que não foi suficiente.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
2ª rodada
Data
18/09/2016
Horário
16h00
Local
Walter Ribeiro - Sorocaba (SP)
Árbitro
Rodolpho Toski Marques

Renda
R$ 68.035,00
Assistentes
Daniel Cotrim de Carvalho e Jefferson Cleiton Piva da Silva

Público
4.141 presentes
Cartões Amarelos
São Bento-SP: Zambi, Edu Pina, Lucas Mendes, Guilherme Garré
CSA-AL: Éverton heleno, Didira, Denilson, Leandro Cardoso

Cartões Vermelhos
CSA-AL: Denilson
Gols
São Bento-SP: Magrão 46' 2T
São Bento-SP
Rodrigo Viana;
Lucas Mendes, Rafael Tavares, Daniel Gigante e Edu Pina;
Fabio Bahia (Diego Barbosa), Mateus, Tiago Tremonti (Garré) e Giovanni; Magrão e Zambi (Anderson Cavalo).
Técnico: Paulo Roberto Santos
CSA-AL
Jeferson (Pantera);
Denilson, Leandro Souza, Leandro Cardoso e Rayro;
Everton Heleno, Marcos Antônio, Jeferson Maranhão, Bismarck (Eliseu) e Didira (Azul);
Jônatas Obina.
Técnico: Oliveira Canindé