Ypiranga 2 x 2 Guarani - Reservas do Bugre "seguram a bronca" e eliminam Canário!

Mesmo com um time quase todo reserva, o Bugre chegou a abrir 2 a 0 e perdeu ótima chance de encerrar fase com vitória

por Agência Futebol Interior

Erechim, RS, 18 (AFI) - Ficou com um gostinho de "quero mais". Apesar de mandar a campo um time quase todo reserva, o Guarani perdeu uma ótima chance de encerrar a primeira fase com mais uma vitória no Campeonato Brasileiro da Série C. O Bugre chegou a abrir 2 a 0, mas cedeu o empate ao Ypiranga, por 2 a 2, na tarde deste domingo, no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim.

Classificado e com a liderança garantida, o time de Campinas se deu ao luxo de poupar vários titulares nesta última rodada, já pensando no mata-mata. Com o resultado, o time acaba na liderança do Grupo B, com 38 pontos. Três à frente do vice Boa Esporte e nove à frente do Tombense, o primeiro fora do G4. O Canário, que dependia apenas de si, amargou a eliminação e terminou em sexto, com 28 pontos.
Sonahndo com a vaga na próxima fase, o Ypiranga recebeu o líder Guarani. Foto: yfc.com.br
Sonahndo com a vaga na próxima fase, o Ypiranga recebeu o líder Guarani. Foto: yfc.com.br

RESERVAS SURPREENDEM!
Com um time praticamente todo reserva, o Guarani começou o jogo bem atrás e sofreu uma forte pressão do Ypiranga nos primeiros minutos. Como diz a velha máxima do futebol, porém, o que vale é bola na rede. Em uma das raras de descidas ao ataque, o Alviverde marcou. O lateral Denis Neves cruzou pela esquerda e o atacante Everton desviou de cabeça para abrir o placar.

O gol mudou completamente o panorama da partida. De acuado, o Bugre passou a ser mais ousado e teve duas boas chances para ampliar. Aos 19 minutos, o meia Fumgalli recebeu passe do lateral Régis, mas bateu sem direção. Aos 22 minutos, Denis Neves apareceu de novo em jogada individual e soltou uma bomba de canhota para defesa de Carlão.

O Ypiranga até conseguiu assustar em finalização do atacante João Paulo para fora, aos 26 minutos. O problema é que os campineiros estavam letais no ataque. O segundo gol saiu aos 27 minutos. Denis Neves levantou na área novamente e o meia Renatinho, esbanjando categoria, cabeceou para o fundo da meta de Carlão.

Antes do intervalo, o técnico Leocir Dall'Astra se viu obrigado a mexer no time para buscar uma reação. E obteve sucesso aos 39 minutos, quando o Canário conseguiu diminuir. O meia Marcelinho Paraíba lançou João Paulo pela direita. O atacante dominou e bateu cruzado. A bola desviou no zagueiro Ferreira e entrou para o gol.

Reservas quase garantiram mais uma vitória do Guarani sobre o Ypiranga
Reservas quase garantiram mais uma vitória do Guarani sobre o Ypiranga

SEGURA, BUGRE!
Na segunda etapa, o Guarani nem teve tempo para "sentir" o jogo. Logo na primeira descida ao ataque, o Ypiranga conseguiu um pênalti. A um minuto, o atacante Túlio Renan contou com falha do zagueiro Ferreira, invadiu a área e foi derrubado pelo outro zagueiro, Maurício. Na cobrança, aos dois, Marcelinho Paraíba mostrou categoria e deixou tudo igual.

Com o empate, o jogo ficou aberto. Os gaúchos foram para o tudo ou nada em busca da classificação e deixaram espaços para os alviverdes buscarem os contragolpes. Aos 14 minutos, quase saiu o terceiro do Bugre. O lateral Daniel Damião cruzou da direira, a bola passou à frente do gol sem que Ferreira completasse. A resposta saiu aos 16, quando João Paulo concluiu para grande defesa de Leandro Santos.

No final, o Canário foi todo pressão. O time partiu para o ataque. Afinal, o empate não seria suficiente para buscar a classificação. Os donos da casa criaram, pelo menos, quatro boas oportunidade de chegar à virada. A principal delas, aos 45. Marcelinho Paraíba cobrou falta colocada e obrigou Leandro Santos a fazer milagre.

Ficha Técnica

Fase
1ª Fase
Rodada
18ª rodada
Data
18/09/2016
Horário
16h00
Local
Estádio Colosso da Lagoa - Erechim (RS)
Árbitro
Gilberto Rodrigues Castro Junior - PE

Assistentes
Marcelino Castro de Nazare - PE e Ricardo Bezerra Chianca - PE

Cartões Amarelos
Ypiranga-RS: Sander, Labarthe, Negretti, Marcelinho Paraíba
Guarani-SP: Maurício

Gols
Ypiranga-RS: João Paulo 39' 1T, Marcelinho Paraíba 2' 2T
Guarani-SP: Éverton 15' 1T, Renatinho 27' 1T
Ypiranga-RS
Carlão;
Daniel (Mikael), Negretti, Laerte e Sander;
Jessé, Laberthe (Maycon), Danilinho e Marcelinho Paraíba;
Marcinho (Túlio Renan) e João Paulo.
Técnico: Leocir Dalla'Astra
Guarani-SP
Leandro Santos;
Régis (Daniel Damião), Ferreira, Maurício e Denis Neves;
Evandro, Wesley, Renatinho, Fumagalli (Alex Santana) e Deivid (Edinho);
Everton.
Técnico: Marcelo Chamusca