Apenas quatro clubes da Série B estão com técnico para 2017; Dez dispensaram...

Os outros seis ainda negociam se ficam ou deixam a equipe após o término da competição

por Kim Belluco

Campinas, SP, 25 (AFI) - O Campeonato Brasileiro da Série B chegou ao seu fim. Neste sábado, os últimos sete jogos da última rodada serão realizados. Com base nisso, o Portal Futebol Interior preparou uma projeção em relação aos técnicos das 20 equipes participantes do torneio, e apenas quatro estão garantidos em 2017.

Por outro lado, dez clubes terão que sair em busca de um novo comando assim que o campeonato acabar. Outros seis ou estão com a renovação encaminhada, ou muito perto de seguirem novos reumos. Confira cada situação abaixo...

TIMES COM TREINADORES EM 2017!

Brasil de Pelotas -Brasil de Pelotas e Rogério Zimmermann são um só. O treinador acompanhou toda evolução do time gaúcho e seguirá em 2017. O anúncio oficial acontecerá apenas após o término da Série B.

Criciúma - Mesmo após perder bons nomes no meio da competição - Roger Guedes (Palmeiras), Ezequiel (Cruzeiro) e Gutavo (Corinthians) - , o Criciúma ainda ficou beirando o acesso, muito pelo trabalho de Roberto Cavalo, que será mantido para o Estadual.

Gilson Kleina já está confirmado para 2017
Gilson Kleina já está confirmado para 2017
Goiás - Renovou nesta semana com o técnico Gilson Kleina para 2017. O Esmeraldino teve uma grande evolução desde a chegada do treinador, eliminou a possibilidade de rebaixamento, mas, pelo elenco que tem, ficou longe de conquistar o acesso.

Londrina - A boa participação do Londrina na Série B - brigou pelo acesso até as últimas rodadas - garantiu o técnico Claudio Tencati para a temporada 2017. O treinador subiu com o Tubarão e seguirá no comando da equipe.

DE OLHO NA RENOVAÇÃO

Atlético-GO -Nem o título foi suficiente para assegurar a permanência de Marcelo Cabo no comando do Atlético Goianinense. O treinador vai tratar a renovação com a diretoria após o jogo deste domingo, mas a intenção de ambas as partes é seguir trabalhando juntos em 2017.

Bahia - A conquista do acesso ou a permanência na Série B deve definir a situação de Guto Ferreira no Bahia. O treinador tem contrato até 2017, mas a torcida de pessoas ligadas ao Tricolor é que continue no próximo ano.

Náutico - Givanildo Oliveira tem total apoio do Náutico para seguir na equipe na próxima temporada. O treinador fez um grande trabalho na Série B, pegando uma equipe desacreditada e a colocando na briga pelo acesso. Deve renovar.

INCÓGNITAS

Avaí - Com contrato até dezembro, Claudinei Oliveira está credenciado pelo grande trabalho que fez no Avaí durante a Série B - o time retornou à elite do futebol brasileiro. Uma reunião para tratar da renovação já está marcada, mas o treinador vem sendo cotado em times como o Internacional.

CRB - O CRB ainda não quis iniciar o planejamento para 2017. Sua comissão técnica ainda é uma incógnita. A ideia é renovar com Mazola Júnior, outro treinador que teve o nome ligado ao Ceará.

Jorginho deve deixar o Vasco depois da Série B
Jorginho deve deixar o Vasco depois da Série B
Vasco - Jorginho não é mais unanimidade no Vasco após campanha aquém do que era esperado na Série B. Eurico Miranda confirmou a permanência do treinador apenas até o fim do ano. Sem o acesso, sua permanência fica impossível. Luxemburgo e Cristovão Borges estão fazendo sombra.

MUDANÇA NO COMANDO TÉCNICO

Bragantino - Estevam Soares deve respirar novos ares em 2017. O treinador fecha sua participação no Bragantino, rebaixado à Série C, neste sábado, frente ao Londrina. Ele é um dos nomes cotados no Guarani.

Ceará - Após fazer campanha pífea com o Ceará na Série B - chegou a brigar pelo acesso, mas despencou no segundo turno com campanha de rebaixado -, Sérgio Soares sai no final do ano. O nome mais cotado para assumir o clube é de Gilmar Dal Pozzo.

Sérgio Soares deixa o Ceará após fraca campanha na Série B
Sérgio Soares deixa o Ceará após fraca campanha na Série B
Joinville -Ramon dificilmente permanecerá no Joinville em 2017. Nos bastidores, a saída do ex-jogador é dada como certa, mesmo em caso de permanênia na divisão.

Luverdense - Fez, novamente, uma campanha interessante com o Luverdense, que chegou até as rodadas finais com chances matemáticas de entrar no G4. Júnior Rocha, no primeiro semeste de 2017, porém, será treinador do Novorizontino, que disputa o Paulistão.

Oeste - Ainda correndo riscos de rebaixamento, o Oeste já sabe que não terá Fernando Diniz em 2017. O treinador voltará ao Osasco Audax, clube que, através de um parceria, emprestou jogadores e comissão técnica para o Rubrão disputar a Série B. Vilson Taddei assume a equipe na Série A2.

Paraná - Roberto Fernandes também ficou sem emprego em novembro. O treinador deixou o Paraná um pouco antes da última rodada. O interino Fernando Miguel faz despedida na Série B. O Tricolor estará de olho no mercado para 2017.

Paysandu - Dado Cavalcanti conseguiu livrar o Paysandu do rebaixamento, mas não seguirá a frente do clube no próximo ano. O treinador se despede nesta sexta-feira, diante do Criciúma. Marcelo Chamusca, vice-campeão da Série C com Guarani, tem proposta em mãos e deve dar a resposta na segunda-feira.

Sampaio Corrêa - Lanterna da Série B, o Sampaio Corrêa acertou ainda neste mês a saída de Flávio Araújo. Coube ao interino Vinícius Saudanha comandar o time na despedida contra o Goiás, em jogo realizado na terça-feira.

Tupi - Também começará o ano sem um treinador. O interino Júlio Cirico comandou a equipe nesta reta final de Série B. O Galo foi rebaixado. O único técnico, em questão, foi Ricardinho, ex-meia de Santos e Corinthiians.

Vila Nova - Assim como Júnior Rocha, Guilherme Alves também vai comandar uma equipe do Paulistão. O treinador foi anunciado no Linense e coloca o Tigre novamente no mercado para ir em busca de um novo nome. Na Serie B, fez uma campanha segura para deixar o time no meio da tabela de classificação.