Chapecoense 2 x 0 São Paulo - Todo cuidado é pouco, Tricolor!

Apesar das chances serem remotas, o Sampa continua ameaçado de rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 20 (AFI) - As chances são remotas, mas a derrota para a Chapecoense na noite deste domingo, por 2 a 0, na Arena Condá, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, manteve o sinal de alerta ligado no São Paulo, que ainda corre risco de rebaixamento. Uma vitória fora de casa garantira matematicamente o Tricolor na elite em 2017.

Na 13ª colocação, o São Paulo tem 46 pontos, sete a mais que o Internacional, primeiro da zona de rebaixamento. No entanto, o Colorado ainda entra em campo pela 36ª rodada, nesta segunda-feira, contra o Corinthians, em São Paulo. Em caso de vitória gaúcha, a diferença cai para quatro pontos faltando duas rodadas.

Já a Chapecoense entrou de vez na briga por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem também pelo Brasileirão - o objetivo pode ser alcançado também através da Sul-Americana, onde o time está na semifinal. Com 52 pontos, o Verdão do Oeste subiu para o oitavo lugar. Vale lembrar que o G6 pode virar G7 caso o campeão da Copa do Brasil - Atlético-MG ou Grêmio - termine entre os seis melhores.

A derrota para a Chapecoense manteve o São Paulo ameaçado de rebaixamento
A derrota para a Chapecoense manteve o São Paulo ameaçado de rebaixamento

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela penúltima rodada. A Chapecoense enfrenta o Palmeiras, às 17 horas, no Allianz Parque, em São Paulo, enquanto o São Paulo tem pela frente o Atlético-MG, no mesmo horário, na Arena Independênca. A despedida do Verdão do Oeste será contra o Galo, em Chapecó, e do Sampa diante do rebaixado Santa Cruz, em casa.

VERDÃO ACORDA NO FIM
O São Paulo começou a partida em cima e antes mesmo dos cinco primeiros minutos deu duas finalizações ao gol de Danilo. Em uma delas, Thiago Mendes mandou com perigo ao lado da meta alviverde. Depois foi a vez de Robson assustar em chute que saiu por cima do travessão. A Chapecoense não conseguia trocar mais de três passes seguidos que já perdia a bola.

A resposta do Verdão do Oeste veio em finalização colocada de Lucas Gomes, que passou raspando a trave de Dênis. A bola só não entrou porque o goleiro tricolor desviou com as pontas dos dedos, mas o árbitro assinalou tiro de meta. Aos 29, David Neres recebeu dentro da área, dominou e chutou fraco, facilitando a defesa de Danilo no meio do gol. Na sequência, o goleiro alviverde voltou a trabalhar em finalização de Buffarini.

Aos 39 minutos, a Chapecoense abriu o placar na Arena Condá. Após boa troca de passes, Dener recebeu na ponta esquerda da área e acertou um bonito chute cruzado. Dênis ainda tocou na bola antes dela entrar. Nos acréscimos, aos 46, Tiaguinho soltou a bomba de fora da área e ampliou para o time catarinense.



NADA DE GOLS

Em busca do empate, o São Paulo voltou do intervalo pressionando a Chapecoense e levou perigo em finalização rasteira de Cueva, defendida com segurança por Danilo. A melhor oportunidade do Tricolor diminuir aconteceu aos 26. David Neres passou por Danilo, perdeu o ângulo e cruzou para Thiago Mendes, que cabeceou e viu Thiego salvar em cima linha.

A Chapecoense pouco produzia no segundo tempo. Aos 32, Lucas Gomes chutou rasteiro de fora da área, mas a bola foi no meio do gol e Denis fez a defesa sem dar rebote. O São Paulo responde pelo alto, mas nada de balançar as redes. Gilberto recebeu na marca do pênalti e finalizou em cima do zagueiro. Depois, Daniel cobrou falta por cima de barreira e Danilo defendeu.

Sem forças para reagir, o Tricolor levava perigo apenas em lances de bola parada. Aos 41, Jean Carlos soltou a bomba de falta e o goleiro da Chapecoense espalmou.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
20/11/2016
Horário
19h30
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Renda
R$ 122.910,00
Assistentes
Leirson Peng Martins (RS) e Mauricio Coelho Silva Pena (RS)

Público
8.163 pagantes
Cartões Amarelos
Chapecoense-SC: Neto
São Paulo-SP: João Schimidt

Gols
Chapecoense-SC: Dener 39' 1T, Tiaguinho 46' 1T
Chapecoense-SC
Danilo;
Caramelo, Thiego, Neto e Dener;
Josimar, Matheus Biteco (Arthur Maia), Cléber Santana (Gil), Lucas Gomes;
Tiaguinho (Ananias) e Bruno Rangel.
Técnico: Caio Júnior
São Paulo-SP
Denis;
Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena;
Thiago Mendes, João Schmidt, David Neres (Daniel), Cueva e Robson (Jean Carlos);
Pedro (Gilberto).
Técnico: Renato Gomes