Atlético-MG 1 x 2 São Paulo - Tricolor joga solto e vence reservas do Galo no final

O time paulista fez uma boa apresentação, talvez sem o peso da responsabilidade, e venceu por 2 a 1 de virada

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 27 (AFI) – Pela primeira vez sem Ricardo Gomes, demitido durante a semana, o São Paulo foi a campo neste domingo à tarde, na Arena Independência, contra o Atlético Mineiro, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Orientado de forma interina por Pintado e já sendo observado por Rogério Ceni, técnico em 2017, o time paulista fez uma boa

apresentação, talvez sem o peso da responsabilidade, e venceu por 2 a 1, de virada, um adversário repleto de reservas e se preservando para a decisão da Copa do Brasil. O gol da vitória foi marcado por Gilberto aos 45 minutos do segundo tempo.

O resultado deixou o São Paulo com 49 pontos, em 11.º lugar, enquanto o Atlético confirma quarta posição, com 62 pontos. Não sairá desta posição independente da última rodada. Não pode ser terceiro, nem perder o quarto lugar.

LEVE E SOLTO
Sem a pressão de rebaixamento e sem Ricardo Gomes no banco de reservas, após demissão, o interino Pintado armou o time que quis e colocou o São Paulo na frente. Aos poucos, porém, o time reserva do Galo foi se acertando e equilibrou as ações.

Tanto que abriu o placar aos 22 minutos, numa falha do goleiro Renan Ribeiro – desta vez na vaga do apenas regular Dênis. Após levantamento de Carlos Eduardo para a área, o goleiro saiu fora de tempo e o rápido Hyuri apareceu entre os zagueiros para desviar de cabeça. A bola, caprichosa, ainda tocou na trave antes de entrar.

Mas a reação paulista foi imediata. Dois minutos depois houve uma falta na frente da grande área. Maicon ajeitou a bola com carinho e parecia que cobraria ao seu estilo, com muita força. Mas surpreendeu ao bater colocado, sobre a barreira. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Bela cobrança. Tudo igual, aos 24 minutos.

A la Rogério Ceni, Maicon faz golaço de falta e ajuda o São Paulo a virar o placar no Estádio Independência. Foto: saopaulofc.net
A la Rogério Ceni, Maicon faz golaço de falta e ajuda o São Paulo a virar o placar no Estádio Independência. Foto: saopaulofc.net

MAIS CHANCES
E quem esteve mais na frente com perigo foi o visitante. Aos 27 minutos, Chávez foi lançado em velocidade pelo lado direito e bateu de primeira e forte. O goleiro Giovanni espalmou para escanteio. Aos 38 minutos, mais pressão são-paulina e Giovanni fez duas defesas seguidas em cima de atacantes tricolores.

Aos 44 minutos, o goleiro Renan Ribeiro, que fazia seu segundo jogo no brasileiro, se machucou. O jogo foi parado com ele sentindo possivelmente uma fratura num dos dedos. Os médicos preferiram tirá-lo do jogo. Em seu lugar entrou Dênis, o titular.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou movimentado. Aos sete minutos, o time mineiro teve a primeira chance. Lucas Cândido arriscou chute de fora da área e obrigou Dênis a se esticar todo para desviar com a ponta dos dedos para escanteio.

A resposta paulista aconteceu aos 14 minutos. Luiz Araújo entrou na área pelo lado direito e levantou para o outro lado. Chávez vinha de trás em velocidade, mas cabeceou de cima para baixo. A bola tocou no chão, no travessão e saiu. Lance incrível.

O Galo só voltou a criar uma chance num contra ataque pela esquerda. A bola caiu na frente da área nos pés de Fred. Ele ajeitou e poderia passar à direita para Marcos Rocha, mas preferiu bater. O chute saiu fraco e acabou nas mãos de Dênis. O atacante foi fominha, afinal tem 14 gols e lidera a artilharia do Brasileirão. Isso ocorreu aos 27 minutos. Três minutos depois ele foi substituído. Estava cansado.

O jogo estava aberto e qualquer um poderia vencer. O São Paulo se deu melhor. Num contra ataque aos 45 minutos, Cuevas fez o passe para Robson do lado esquerdo, ele invadiu a área e cruzou. Gilberto, na sua especialidade, só desviou para as redes na pequena área.

DESPEDIDA NO PACAEMBU
Na quarta-feira, o Atlético vai tentar um milagre na Arena Grêmio, no jogo de volta da final da Copa do Brasil. Como perdeu por 3 a 1 no Mineirão, agora precisa vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis. Ou golear por três gols de diferença e ser o campeão.

No final de semana, o Galo encerra a temporada no Brasileirão diante da Chapecoense, domingo, dia 4, às 17 horas, em Santa Catarina. No mesmo dia e horário, o São Paulo recebe o rebaixado Santa Cruz. Este jogo será disputado no Pacaembu, porque haverá um show musical no Morumbi. A baixa será o lateral-esquerdo Mena, com três cartões amarelos.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
37ª rodada
Data
27/11/2016
Horário
17h00
Local
Arena Independência - Belo Horizonte (MG)
Árbitro
Dewson Fernando Freitas da Silva - PA

Renda
R$ 88.195,00
Assistentes
Márcio Gleidson Correia Dias - PA e Helcio Araujo Neves - PA

Público
8.901 pagantes
Cartões Amarelos
Atlético-MG: Patric
São Paulo-SP: Mena, Buffarini, Cueva, Thiago Mendes, Wellington, Luiz Araújo

Gols
Atlético-MG: Hyuri 22' 1T
São Paulo-SP: Maicon 24' 1T, Gilberto 45' 2T
Atlético-MG
Giovanni;
Patric, Jesiel, Edcarlos e Leonan;
Rafael Carioca, Lucas Cândido, Carlos Eduardo (Marcos Rocha) e Hyuri (Capixaba);
Clayton e Fred (Thalis)
Técnico: Diogo Giacomini
São Paulo-SP
Renan Ribeiro (Dênis);
Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena;
Wellington, Thiago Mendes, Luiz Araújo e David Neres (Robson);
Cueva e Andrés Chávez (Gilberto).
Técnico: Pintado