Santa Cruz 3 x 3 Atlético-MG - E não é que deu um bom jogo!

Galo entrou com os reservas, já que inicia, na quarta-feira, a grande decisão da Copa do Brasil contra o Grêmio

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 20 (AFI) – De um lado, um Santa Cruz já rebaixado. Do outro, um Atlético-MG cheio de reservas e focado na decisão da Copa do Brasil. Apesar de tudo jogar contra, os dois times fizeram uma partida empolgante e empataram, por 3 a 3, na noite deste domingo, em estádio do Arruda vazio, com pouco mais de 3 mil torcedores. O duelo foi válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O empate muda pouca coisa na situação do Tricolor, que está rebaixado e apenas cumpre tabela. O time pernambucano é o penúltimo colocado, com 28 pontos. Um a mais que o lanterna América-MG. Nas últimas rodadas, enfrenta Grêmio, em casa, e São Paulo, fora.

Depois de sair da briga pelo título, o Galo praticamente abandonou o Brasileiro. O problema é que se não levar a Copa do Brasil, tem grandes chances de ser obrigado a jogar as fases preliminares da Libertadores. Afinal, tem 62 pontos, no quarto lugar, contra 67 do terceiro Flamengo. Nas rodadas finais, o time terá pela frente São Paulo, em casa, e Chapecoense, fora. Nas próximas duas quartas, contudo, faz as finais da Copa do Brasil contra o Grêmio, primeiro no Mineirão, e depois em Porto Alegre.

VIRA, VIRA TRICOLOR!
Quando a partida começou, a impressão era de que o Atlético, mesmo cheio de reservas, conquistaria uma vitória tranquila. Logo aos cinco minutos, os mineiros abriram o placar. O atacante Clayton aproveitou bola mal afastada pela defesa e fuzilou para grande defesa do goleiro Tiago Cardoso. Na sobra, o artilheiro Fred, sozinho, mandou para as redes.

Fred abriu o placar para o Atlético logo no início - Foto: Assessoria de Comunicação Atlético
Fred abriu o placar para o Atlético logo no início

O gol, contudo, não abateu o já rebaixado Santa Cruz. Apesar de não ter mais aspirações no Brasileiro, o Tricolor seguiu lutando até que aos 12 minutos, o árbitro assinalou pênalti, após a bola tocar no braço do lateral Leonam. Na cobrança, aos 13, o veterano Grafite não desperdiçou.

O empate renovou os ânimos do time coral, que passou a dominar a partida. Tanto que aos 23 minutos quase marcou com Grafite, que se excedeu ao tentar tirar do goleiro e mandou para fora. Mesmo pressionado, o Galo respondeu aos 29, quando Carlos Eduardo finalizou com perigo para fora, após passe de cabeça de Fred.

A virada pernambucana saiu apenas em jogada individual do atacante Keno, aos 30 minutos. Já contratado pelo Palmeiras, em 2017, o jogador recebeu pela esquerda e bateu colocado, de fora da área. A bola entrou no ângulo esquerdo de Giovanni. Um golaço!

Após um primeiro tempo movimentado, com três gols, a segunda etapa começou a todo vapor. Antes dos cinco minutos, cada time teve uma chance clara. Aos dez, entretanto, quem balançou as redes foi o Atlético. O volante Rafael Carioca fez lindo lançamento para Clayton. O atacante ainda driblou o zagueiro e bateu rasteiro. A bola tocou a trave esquerda de Tiago Cardoso antes de entrar.

JOGO NÃO PARA!
O time mineiro, contudo, teve pouco tempo para comemorar. Logo aos 13 minutos, o Santa conseguiu anotar o terceiro gol. Keno escapou pela esquerda e alçou a bola na área. Ninguém desviou a bola e o lateral Vítor entrou como elemento surpresa, pela direita, e só completou para as redes.

O jogo empolgante só foi manchado pelas expulsões do volante tricolor Jadson e do meia alvinegro Cazares, que após troca de agressões. O Tricolor comportou-se melhor depois da confusão. Tanto que criou três ótimas chances em sequência. Em duas delas, Giovanni salvou em conclusões de Keno e Danilo Pires, aos 32 e aos 33.

O Galo teve dificuldades para criar jogadas ofensivas, mas quando encontrou um espaço conseguiu chegar ao empate. Aos 34 minutos, Fred lançou para o atacante Hyuri. Ele invadiu a parea sozinho e tocou por cima, na saída de Tiago Cardoso.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
20/11/2016
Horário
19h30
Local
Arruda - Recife (PE)
Árbitro
Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Renda
R$ 18.125,00
Assistentes
Rodrigo F Henrique Correa (RJ) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)

Público
3.221 torcedores
Cartões Amarelos
Santa Cruz-PE: Neris, Danny Morais

Cartões Vermelhos
Santa Cruz-PE: Jadson
Atlético-MG: Cazares
Gols
Santa Cruz-PE: Grafite 13' 1T, Keno 30' 1T, Vitor 13' 2T
Atlético-MG: Fred 5' 1T, Clayton 10' 2T, Hyuri 34' 2T
Santa Cruz-PE
Tiago Cardoso;
Vítor (Danilo Pires), Neris, Danny Morais e Roberto;
Jadson, João Paulo e Léo Moura;
Arthur (Marion), Keno e Grafite (Mazinho).
Técnico: Adriano Teixeira
Atlético-MG
Giovanni;
Marcos Rocha (Alex Silva), Jesiel, Edcarlos e Leonan;
Rafael Carioca, Lucas Cândido (Thalis), Clayton, Cazares e Carlos Eduardo (Hyuri);
Fred.
Técnico: Marcelo Oliveira