Flamengo 2 x 2 Coritiba - Cheirinho de 'eliminado' no ar...

O Mengão não tem mais chances de título; Torcida sai de campo aos gritos de 'vergonha'

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 20 (AFI) - Sabe aquele 'cheirinho' de título que a torcida do Flamengo tanto sonhava? Chegou ao fim neste domingo no empate diante do Coritiba pelo placar de 2 a 2, em pleno Maracanã, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Curiosamente, o gol que definiu o resultado foi marcado por Kléber Gladiador, que já teve status de ídolo dentro do Palestra Itália.

Com o resultado, o Flamengo foca nas rodadas finais apenas em se garantir nas três primeiras posições, que lhe garante uma vaga na Fase de Grupos da Libertadores. O Mengão é o terceiro, com 67 pontos, cinco na frente do Atlético-MG. Líder, o Palmeiras tem 74.

O Coritiba, por sua vez, praticamente dá adeus para as chances de rebaixamento. O Coxa se garante na 14ª colocação, com 46 pontos, sete do Internacional, que ainda entrará em campo na rodada, diante do Corinthians. O Colorado abre o descenso.

QUE JOGO!
Após saber do tropeço do Santos, o Flamengo entrou em campo com 'sangue nos olhos' para voltar a ser o principal desafiante ao Palmeiras na briga pelo título. Foi só o Coritiba piscar, que o Mengão abriu o marcador no Maracanã. Diego ligou o contra-ataque e acionou Everton. O meia colocou a bola nos pés de Gabriel, que pegou de primeira para o gol.

O Flamengo seguiu dominando a partida, dando pouco espaço para o Coritiba. O Mengão foi ampliar aos 28 minutos. Márcio Araújo impediu o ataque adversário e deixou com Jorge. O lateral ligou Everton, que deu mais uma assistência. Desta vez, Diego deixou o seu, 2 a 0.

O terceiro só não saiu por causa de um milagre do goleiro Wilson. Gabriel tocou para Guerrero, que deu belo passe de calcanhar para William Arão. De frente para o gol, o volante chutou para grande fesa do arqueiro do Coxa.

Quem não faz, toma! Como diz o ditado, o Coritiba acordou e chegou ao gol aos 42 minutos. Após cobrança de escanteio, Kazim chutou na trave. No rebote, Amaral mandou para o fundo das redes, colocando fogo na partida.

JOGO INTENSO!
O segundo tempo começou intenso. Pará cruzou para Everton, que só ajeitou para Guerrero desperdiçar uma grande oportunidade. A resposta veio na sequência. Kazim chutou forte, mas Jorge salvou. Leandro ainda ficou a bola, porém, parou no goleiro Alex Muralha.

Coritiba segura o Flamengo no Maracanã
Coritiba segura o Flamengo no Maracanã

Aos 17 minutos, Everton cobrou escanteio na cabeça de Guerrero, que testou na trave. O Coritiba não se intimidou, ligou o contra-ataque, e viu Marcio Araújo recuar de maneira displicente para Muralha, que precisou tirar do carrinho para evitar a chegada de Leandro. Na sobra, Raphael Veiga jogou no poste.

Deu tempo do Coritiba exterminar qualquer cheiro de título no ar. Aos 42 minutos, Kléber Gladiador antecipou Rafael Vaz, tirou Alex Muralha e marcou o gol de empate. A bola ainda bateu na trave antes de parar no fundo das redes.

PRÓXIMOS JOGOS
O Flamengo volta a campo no domingo, às 17h, diante do Santos, no Maracanã, e fecha a particiapação no diz 4 de dezembro, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O Coritiba pegao Vitória só na segunda-feira, às 20h, no Couto Pereira. A despedida será em Campinas, frente à Ponte Preta.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
20/11/2016
Horário
19h30
Local
Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Renda
R$ 1.567.534,00
Assistentes
Guilherme Dias Camilo (MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)

Público
35.066 pagantes
Cartões Amarelos
Flamengo-RJ: Rafael Vaz
Coritiba-PR: Amaral, Leandro

Gols
Flamengo-RJ: Gabriel 1' 1T, Diego 28' 1T
Coritiba-PR: Amaral 43' 1T, Kléber Gladiador 42' 2T
Flamengo-RJ
Muralha;
Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge;
Márcio Araújo (Felipe Vizeu), Willian Arão e Diego;
Gabriel (Mancuello), Everton (Fernandinho) e Guerrero
Técnico: Zé Ricardo
Coritiba-PR
Wilson;
Walisson Maia, Juninho, Nery Bareiro e César Benítez (Carlinhos)
Amaral, Yan e Raphael Veiga (Iago);
Leandro, Kazim (Vinícius) e Kleber
Técnico: Paulo César Carpegiani