Cruzeiro 2 x 2 Santos - Gol irregular deixa Peixe distante da luta por título!

Palmeiras bateu o Botafogo, por 1 a 0, e abriu seis pontos de vantagem para os alvinegros

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 20 (AFI) - Um gol irregular nos últimos minutos pode ter custado o título brasileiro ao Santos. Mesmo com um a mais no final - o meia Arracaeta foi expulso aos 35 minutos -, o Peixe cedeu o empate para o Cruzeiro, por 2 a 2, na tarde deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No gol de empate anotado pela Raposa, o zagueiro Manoel estava impedido.

Agora, o time santista precisará de um milagre para ser campeão. Isso porque o Palmeiras bateu o Botafogo, por 1 a 0, e abriu seis pontos de vantagem: 74 a 68. Para ser campeão, o Santos terá de vencer nas últimas rodadas o Flamengo, fora, e o América-MG, em casa. Além disso, precisaria torcer por derrotas dos palmeirenses para a Chapecoense, em São Paulo, e Vitória, em Salvador.

Em compensação, o Cruzeiro fica mais distante da briga por Libertadores. Afinal, possui apenas 48 pontos em posição intermediária. Tem sete pontos a menos que o Botafogo, hoje o sexto colocado. Para disputar o torneio continental, terá de vencer Internacional, fora, e Corinthians, em casa. Além disso, teria de torcer para que o G6 vire um G7 com o título do rival Atlético-MG na Copa do Brasil.

TOCA NO ARRASCAETA!
O jogo cumpriu as expectativas que dele se esperava. Os dois times, leves e rápidos por características, proporcionaram um duelo bastante veloz nos primeiros minutos. O primeiro lance de perigo foi do Cruzeiro. Aos 15 minutos, o meia Ariel Cabral desviou de cabeça e o meia Robinho soltou uma bomba, da entrada da área. A bola saiu próxima do ângulo esquerdo do goleiro Vanderlei.

Aos poucos, o Santos passou a encontrar dificuldades para manter a mesma intensidade de jogo. Fato que ajudou a Raposa a crescer, sobretudo, através da articulação de Robinho. O gol cruzeirense saiu aos 21 minutos em uma bobeada do zagueiro Fabián Noguera. Após cruzamento da esquerda, o argentino não cortou, o meia Arrascaeta dominou e bateu no canto direito de Vanderlei.

Arrascaeta abriu o placar para o Cruzeiro, mas acabou expulso no final (Foto: Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro)
Arrascaeta abriu o placar para o Cruzeiro, mas acabou expulso no final (Foto: Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro)

Depois do gol, o clube celeste deixou o Peixe com a bola nos pés, a fim de sair para os contragolpes. Os paulistas não encontraram espaços para jogar e ainda poderiam ter levado o segundo. Aos 30 minutos, Arrascaeta recebeu na área pela direita, driblou os zagueiros David Braz e Noguera e bateu para linda defesa de Vanderlei.

QUE ISSO, ROMERO?
Se no primeiro tempo Fabiá Noguera furou feio no gol cruzeirense, os donos da casa retribuíram o presente logo no início da segunda etapa. Aos dois minutos, lateral Lucas Romero fez um recuo completamente equivocado e deixou o atacante Ricardo Oliveira na cara do gol. O camisa 9 só teve o trabalho de tocar por baixo do goleiro Rafael.

O gol deu nova motivação ao time santista, que cresceu novamente em campo. Não satisfeito em “dar um gol” a Ricardo Oliveira, Lucas Romero cometeu pênalti no atacante Copete aos 15 minutos. Na cobrança, aos 16, Ricardo Oliveira cobrou com categoria e virou o placar para o Santos.

NA RAÇA E NO APITO!
Depois do gol, não restou outra alternativa ao Cruzeiro a não ser lançar-se ao ataque. O problema é que os mandantes encontraram uma forte marcação santista. Tanto que só conseguiu assustar aos 31 minutos, quando o zagueiro Manoel aproveitou cruzamento da direita e cabeceou para grande defesa de Vanderlei.

Se vencer ao ferrolho alvinegro já estava difícil, a situação pareceu ficar ainda pior aos 35 minutos, quando Arrascaeta foi expulso. A Raposa, contudo, não se entregou e seguiu no ataque na base da raça. Até que aos 43 minutos, saiu o gol de empate. O lateral Bryan cobrou falta na área e Manoel, impedido, fez de cabeça.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
36ª rodada
Data
20/11/2016
Horário
17h00
Local
Mineirão - Belo Horizonte (MG)
Árbitro
Heber Roberto Lopes (SC)

Renda
R$ 317.185,00
Assistentes
Kleber Lucil Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

Público
11.442 pagantes (13.902 presentes)
Cartões Amarelos
Cruzeiro-MG: Lucas Romero, Henrique, Alisson
Santos-SP: Lucas Lima, Vanderlei, Jean Mota

Cartões Vermelhos
Cruzeiro-MG: Arrascaeta
Gols
Cruzeiro-MG: Arrascaeta 21' 1T, Manoel 43' 2T
Santos-SP: Ricardo Oliveira 2' 2T, Ricardo Oliveira 16' 2T
Cruzeiro-MG
Rafael;
Lucas Romero, Léo, Manoel e Bryan;
Henrique, Ariel Cabral (Bruno Nazário), Robinho (Marcus Vinícius) e Arrascaeta;
Willian (Ábila) e Alisson.
Técnico: Mano Menezes
Santos-SP
Vanderlei;
Victor Ferraz, Fabián Noguera (Léo Cittadini), David Braz e Zeca;
Thiago Maia (Jean Mota), Renato, Vítor Bueno (Lucas Veríssimo) e Lucas Lima;
Copete e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior