Ponte Preta dá o troco em técnico fujão e 'rebaixa' Doriva e seu Santa Cruz

Ele foi vaiado quando entrou no gramado, sentou no banco e durante os últimos minutos de jogo, quando já estava 3 a 0

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) – A partida entre Ponte Preta 3 x 0 Santa Cruz marcou a volta do técnico Doriva Bueno para o estádio Moisés Lucarelli. Não foi uma boa volta para ele, que ficou com fama de fujão ao abandonar o comando da Macaca ano passado na reta final do Campeonato Brasileiro. Ele foi vaiado quando entrou no gramado, sentou no banco e durante os últimos minutos de jogo, quando o placar já era todo favorável à Macaca.

Doriva ficou com fama de fujão no Majestoso. Foi vaiado pela torcida
Doriva ficou com fama de fujão no Majestoso. Foi vaiado pela torcida

Doriva ficou marcado, de forma negativa, por trocar a Ponte Preta pelo São Paulo, antes da metade do returno do Brasileirão do ano passado. Ele tinha substituído Guto Ferreira e sua saída deixou a diretoria surpresa e a torcida revoltada.

Outro lance negativo foi sua saída do clube. Ele passou na secretaria para acertar suas contas e não atendeu a Imprensa. Havia a curiosidade natural para saber o que o tinha motivado a fazer a troca de clube. Ficou tudo na hipótese.

“Ele provou que é um mercenário. Então não serve para a Ponte Preta” – gritava um torcedor na beira do alambrado ao final do jogo.

Esta parecia ser a opinião deixada pelo treinador no Majestoso. E com esta derrota ficou praticamente decretado o rebaixamento à Série B para o clube pernambucano. Com 23 pontos, só vai disputar sete jogos (21 pontos) e poderia atingir o máximo de 44 pontos desde que vença todos seus jogos. Algo impossível para quem só ganhou seis vezes até agora.

Ponte Preta deixou o Santa Cruz sem chances reais de evitar queda para a Série B em 2017
Ponte Preta deixou o Santa Cruz sem chances reais de evitar queda para a Série B em 2017