Internacional 2 x 1 Flamengo - Virada importante com o toque infernal de Vitinho

O time carioca foi melhor no primeiro tempo, mas acabou aceitando a pressão Colorada na etapa final. O resultado foi justo.

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 16 (AFI) – Na sua luta contra o rebaixamento, o Internacional conseguiu uma importante vitória sobre o Flamengo, por 2 a 1, de virada, nesta tarde, no estádio Beira Rio, em Porto Alegre, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca foi melhor no primeiro tempo, mas acabou aceitando a pressão Colorada na etapa final. O resultado foi justo.

O Colorado ficou com 36 pontos, provisoriamente, na 14.ª posição. enquanto o time carioca se manteve na vice-liderança, mas agora com 60 pontos, quatro atrás do Palmeiras, com 64, após vencer o Figueirense, em Florianópolis (SC). O Flamengo não perdia há 10 jogos, tendo caído pela última vez diante do Palestino, pela Copa Sul-Americana. No returno do Brasileiro só tinha perdido para o Sport, portanto, uma vez.

Na última rodada, o Internacional perdeu para o Botafogo, por 1 a 0, num pênalti bastante discutível e que saiu nos acréscimos. O Flamengo ganhou o Fla-Flu, talvez, o mais polêmico dos últimos tempos.

O lance mais crucial foi um gol marcado por Henrique e anulado por impedimento depois de clara interferência de fora de campo, com ajuda das câmeras da televisão. O clássico ficou parado por 13 minutos. Um absurdo.

Eduardo Sasha, 9, e Vitinho, 11, marcaram os gols da virada do Internacional no Beira Rio
Eduardo Sasha, 9, e Vitinho, 11, marcaram os gols da virada do Internacional no Beira Rio

SEM CHANCES
O jogo começou com os dois times nervosos. Mais o Colorado por ter a obrigação de somar pontos diante de sua torcida. Por isso mesmo, as jogadas ficaram concentradas no setor de meio campo. Num jogo intenso, poucas chances de gol. Rigorosamente, uma para cada lado.

O Flamengo arriscou num chute de fora da área de Diego que Diego Fernandes espalmou. Em seguida Vitinho quase aproveitou uma bola na pequena área para desviar, mas Muralha espalmou sob a cobertura de Pará. O time carioca sofreu uma baixa prematura: Éverton sentiu uma lesão e foi substituído por Fernandinho. O time perdeu força no meio-campo.

Embora o jogo não fosse violento o zagueiro Paulão recebeu o cartão amarelo pela sequência de faltas. Depois Alex não gostou de um drible de Diego e fez uma falta violenta e também foi amarelado. Azar dos colorados, porque ambos receberam o terceiro cartão e não vão enfrentar o rival Grêmio, na próxima rodada.

INTER MUDA
Na volta do intervalo o técnico Celso Roth optou por uma mudança. Tirou Rodrigo Ferrareis, apagado, e colocou o atacante Sasha. O segundo tempo começou movimentado, com os dois times levando perigo aos goleiros em menos de três minutos. Começo quente.

Mas quem saiu na frente foi o time carioca. Diego cobrou falta pelo lado esquerdo, mandando na área bem alto. O zagueiro Réver, com mais de 1,90m subiu e testou no ângulo. Festa rubro-negra aos 11 minutos. Naquele instante, o Flamengo estava assumindo a liderança, mas minutos depois o Palmeiras marcava diante do Figueirense.

O Internacional não desistiu. mesmo nervoso foi à frente. Aos 18 minutos, Vitinho dividiu duas vezes e chutou de fora da área,mas Muralha espalmou. O empate saiu aos 20 minutos. A bola foi levantada na área e ficou quicando, até que sobrou para o chute cruzado de Eduardo Sasha.

Vitinho sempre levou perigo ao gol defendido por Muralha. Flamengo cansou no final.
Vitinho sempre levou perigo ao gol defendido por Muralha. Flamengo cansou no final.

VITINHO INFERNAL
Motivado pelo empate, o Colorado manteve a pressão. Aos 27 minutos, numa falta pelo lado esquerdo, Vitinho ameaçou cruzar, porém chutou direto e Muralha espalmou para escanteio. Vitinho continua infernizando a defesa carioca. Aos 32 minutos ele dominou dentro da área e mesmo sem ângulo soltou a bomba para a defesa de Muralha.

Vitinho estava mesmo infernal. E fez o gol da virada aos 35 minutos. Após chute de Valdívia, o goleiro Muralha fez grande defesa, mas a bola sobrou para Vitinho que entrou em velocidade e completou para as redes. Na comemoração ele tirou a camisa e recebeu o cartão amarelo. Vibrou muito!

O Flamengo ainda tentou reagir. Aos 37 minutos, Guerrero chutou de longe e Danilo Fernandes espalmou. Dois minutos depois Rafael Vaz chutou de longe, mas para fora. Passou perto. grande susto na torcida, que continuava cantando e empurrando o Colorado. Ficou a impressão de que faltou pernas ao Flamengo para tentar uma reação nos últimos minutos.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo pelo Brasileirão somente no outro domingo, dia 13, de novo a partir das 17 horas. O Colorado vai pegar o rival Grêmio e na Arena Azul. Sem o meia Alex que recebeu o terceiro cartão amarelo. O Flamengo vai receber o Corinthians, no confronto dos times de maiores torcidas no Brasil, na reabertura do Maracanã.

Na quarta-feira, às 19h30, o Internacional entra em campo de novo no Beira Rio, mas pela Copa do Brasil. Vai receber o Santos com a missão de reverter a derrota, por 2 a 1, na Vila Belmiro, em jogo de ida pelas quartas de final.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
31ª rodada
Data
16/10/2016
Horário
17h00
Local
Beiro Rio - Porto Alegre (RS)
Árbitro
Wilton Pereira Sampaio (GO)

Renda
R$ 640.755,00
Assistentes
Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Público
31.981 pagantes (35.510 no total).
Cartões Amarelos
Internacional-RS: Alex, Paulão, Vitinho
Flamengo-RJ: Guerrero

Gols
Internacional-RS: Eduardo Sasha 20' 2T, Vitinho 35' 2T
Flamengo-RJ: Réver 11' 2T
Internacional-RS
Danilo Fernandes;
Ceará, Paulão, Ernando e Geferson;
Anselmo (Fabinho), Rodrigo Dourado, Gustavo Ferrareis (Sasha), Alex e Seijas (Valdívia);
Vitinho
Técnico: Celso Roth
Flamengo-RJ
Alex Muralha;
Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge;
Márcio Araújo (Emerson Sheik), Willian Arão e Diego;
Gabriel (Alan Patrick), Guerrero e Everton (Fernandinho).
Técnico: Zé Ricardo