São Paulo 1 x 0 Cruzeiro - Tricolor finalmente vai embalar?

Do outro lado, os mineiros seguem em situação complicada na briga contra o rebaixamento

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 15 (AFI) – O São Paulo conseguiu engrenar uma segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro e novamente no Morumbi. Depois de vencer o Figueirense por 3 a 1 no último domingo, o time de Ricardo Gomes conseguiu bater o Cruzeiro por 1 a 0 nesta quinta-feira, 15, com um gol de Wesley ainda no primeiro tempo, e começa a esboçar uma reação nesta 25ª rodada da competição.

Do outro lado, os mineiros seguem em situação complicada. Isso porque o revés manteve o time de Mano Menezes com apenas 29 pontos, um a mais que o Figueirense, primeiro time na zona de rebaixamento, com 28. Do outro lado, o São Paulo chegou aos 34 pontos e respira mais aliviado, mas ainda não o suficiente para acalmar a torcida.

PRIMEIRO TEMPO

A igualdade entre os adversários já estava clara antes mesmo do apito inicial: a crise. Temendo o rebaixamento e precisando afastar toda a desconfiança da torcida, o São Paulo conseguiu assustar aos 13 minutos de bola rolando. Wesley arriscou um chute da entrada da grande área e o goleiro Rafael espalmou. Na sobra, a defesa do Cruzeiro completou e afastou o perigo.

Depois minutos depois, o peruano Cueva conseguiu limpar a marcação, passou entre os dois zagueiros em velocidade, apareceu frente a frente com o goleiro na grande área, mas viu Rafael fechar o canto direito e espalmar para fora. Mais tarde, aos 21, Mena avançou pela esquerda e cruzou na medida para Rodrigo Caio. O zagueiro bateu de primeira e acertou o travessão do Cruzeiro.

E depois de tanto insistir o São Paulo conseguiu finalmente abrir o placar aos 42 minutos do primeiro tempo. Após bela troca de passes no meio campo, Cueva acionou Wesley na entrada da grande área. O volante dominou com liberdade, carregou por alguns metros e finalizou próximo da meia lua. A bola pingou na frente do goleiro Rafael e entrou no canto esquerdo, sem chances.

SEGUNDO TEMPO

Para a segunda etapa o técnico Mano Menezes ajeitou o Cruzeiro a saída de bola do Cruzeiro, que passou a jogar nas costas dos volantes adversários. Com Wesley mais adiantado, Robinho recuou para buscar a bola. Além disso, os mineiros apostavam principalmente no lado esquerdo, atuando nas subidas de Mena, que tentava a dobradinha com Kelvin no ataque.

Nas poucas oportunidades em que tentou uma escapada, o São Paulo sofreu com os erros de passe no contra-ataque, o que fez com que Ricardo Gomes aos poucos fosse recuando o time. O meia Cueva deu lugar a Carlinhos e Hudson saiu para a entrada do jovem João Schmidt. Do outro lado, Alisson entrou no lugar do cansado Rafael Sóbis.

Quando o time de Belo Horizonte caminhava para finalmente encontrar o empate, Andrés Chavez recebeu uma bola na grande área e acabou agredido pelo zagueiro Manoel, que tentou dar um soco no atacante e acabou expulso de campo. Na cobrança de pênalti, o próprio camisa nove ajeitou, mas mandou no canto direito do goleiro e viu Rafael agarrar aos 43 minutos.

PRÓXIMOS JOGOS

No próximo domingo o São Paulo viaja até Curitiba enfrentar o Atlético-PR na Arena da Baixada, às 16 horas, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. No mesmo dia e horário, o Cruzeiro recebe o Atlético-MG no clássico mineiro, dentro do Mineirão, em Belo Horizonte.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
25ª rodada
Data
15/09/2016
Horário
21h00
Local
Morumbi - São Paulo (SP)
Árbitro
Diego Almeida Real - RS

Renda
R$ 361.885,00
Assistentes
Alexandre A Pruinelli Kleiniche - RS e Jose Eduardo Calza - RS

Público
15.566 torcedores
Cartões Vermelhos
Cruzeiro-MG: Manoel
Gols
São Paulo-SP: Wesley 42' 1T
São Paulo-SP
Denis;
Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio (Lyanco) e Mena;
Hudson, Thiago Mendes, WeDenis;
Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena;
Hudson (João Schmidt), Thiago Mendes, Wesley, Kelvin (Luiz Araújo) e Cueva (Carlinhos);
Andrés Chávez.
Técnico: Ricardo Gomes
Cruzeiro-MG
Rafael;
Lucas (Ezequiel), Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar;
Henrique, Lucas Romero e Robinho;
Rafinha, Rafael Sóbis (Alisson) e Willian.sley, Kelvin e Cueva;
Chavez
Técnico: Mano Menezes