Fluminense 1 x 2 Chapecoense - Com gol no fim, Chape vence Tricolor de virada

Os donos da casa até saíram na frente com Cícero no primeiro tempo, mas na etapa final Dener e Lourency deram a vitória para o Verdão

por Agência Futebol Interior

Mesquita, RJ, 15 (AFI) - A Chapecoense conseguiu um grande resultado para conquistar a sua segunda vitória seguida e continuar na parte de cima da tabela do Brasileirão. Na noite dessa quinta-feira, o Verdão visitou e venceu o Fluminense, de virada, pelo placar de 2 a 1, no Estádio Edson Passos. Os donos da casa até saíram na frente com Cícero no primeiro tempo, mas na etapa final Dener e Lourency deram a vitória para os catarinenses.

Com a vitória, a Chape pega o elevador e sobe duas colocações. Agora com 37 pontos somados, o time catarinense está na nona colocação - três a menos que o Corinthians, quinto colocado e primeiro time fora do G4. Já o Fluminense tem o mesmo número de pontos, mas segue na sétima colocação.

PRIMEIRO TEMPO
Jogando sobre seu mando, o Fluminense começou fazendo pressão no ataque para logo abrir o placar, tanto que isso não demorou para acontecer. Logo aos 4 minutos de jogo, Gustavo Scarpa cobrou falta da intermediária e colocou a bola na cabeça de Cícero, que desvia para o gol, sem dar chances para o goleiro Danilo que só olhou a bola entrar. Depois disso, o Tricolor seguiu em cima e mais uma vez assustou com Cícero, em um chute de longe que passou próximo da trave aos 21 minutos.

A resposta da Chapecoense veio aos 26 minutos, quando Josimar dominou no peito e da entrada da área mandou um chute forte, a bola passa perto da trave mais sai pela linha de fundo. Mas quem teve mais uma grande chance de ampliar, foi o Fluminense. Aos 29, Cícero desvia de cabeça, a bola toca em Thiego e quase engana o goleiro Danilo que consegue fazer a defesa. Nos minutos finais, os dois seguiram fazendo pressão mas a primeira etapa terminou mesmo com a vitória parcial dos donos da casa.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, após algumas substituições, a Chapecoense voltou melhor e logo aos 8 minutos conseguiu chegar ao empate. Em uma jogada rápida de ataque, Tiaguinho avançou pela esquerda e tocou para Denner, na entrada da área. O lateral bate cruzado e deixa tudo igual no Estádio Edson Passos. Logo em seguida, o Fluminense respondeu mas o goleiro Danilo conseguiu salvar a Chape por duas vezes.

Nos minutos finais, a Chapecoense foi para o ataque para tentar a virada. Aos 25 minutos, Lourency puxa o contra-ataque, corta a marcação mas chuta por cima do gol. Aos 33 teve mais uma chance, quando Cléber Santana cobrou falta na área e Thiego testou com perigo mas a bola passa muito perto da meta e sai pela linha de fundo. Mas depois de tanto tentar, a Chape conseguiu fazer o gol da virada. Aos 43 minutos, após escanteio, Josimar desvia de cabeça no primeiro poste e acha Lourency livre que só escora de cabeça para o fundo das redes. Depois disso, não houve tempo para mais nada.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times já voltam a campo nesse domingo para a disputa da 26ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Fluminense viaja até Porto Alegre, para enfrentar o Grêmio, às 16h, na Arena Grêmio. No mesmo horário, a Chapecoense recebe a Ponte Preta, na Arena Condá.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
25ª rodada
Data
15/09/2016
Horário
19h30
Local
Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Claudio Francisco Lima E Silva - SE (ESP)

Renda
R$ 147.465,00
Assistentes
Ailton Farias da Silva - SE (CBF-2) e Daniel Vidal Pimentel - SE (CBF-2)

Público
7.700 pagantes | 8.820 presentes
Cartões Amarelos
Fluminense-RJ: Wellington Silva, Maranhão, Douglas
Chapecoense-SC: Matheus Biteco, Gimenez, Thiego, Bruno Rangel

Gols
Fluminense-RJ: Cícero 4' 1T
Chapecoense-SC: Dener 8' 2T, Lourency 43' 2T
Fluminense-RJ
Júlio César;
Welligton Silva, Gum, Henrique, William Mathues (Ayrton);
Douglas, Cícero, Marquinho (Henrique Dourado), Gustavo Scarpa;
Marcos Júnior e Magno Alves (Maranhão).
Técnico: Levir Culpi
Chapecoense-SC
Danilo;
Gimenez, Thiego, Filipe Machado, Dener Assunção;
Josimar, Gil, Matheus Biteco (Cleber Santana);
Arthur Maian (Lourency), Kempes (Bruno Rangel) e Tiaguinho
Técnico: Caio Júnior