Copa SP: Técnico Rodrigo Fonseca leva Botafogo-SP à vitória e vice-liderança

A equipe irá enfrentar o Rio Branco neste sábado (7), às 17h00, novamente no Estádio Agostinho Prada, em Limeira

por Grande Área - Campinas

Ribeirão Preto, SP, 06 (AFI) - O Botafogo está a um empate da classificação à segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite desta quinta-feira (5), o Tricolor deu um passo importante para garantir a vaga ao vencer o Fortaleza, por 2 a 1, no Estádio Agostinho Prada, em Limeira. Rodrigo Santos e Bruno marcaram os primeiros gols botafoguenses na competição.

O resultado levou o time do técnico Rodrigo Fonseca à liderança dividida do Grupo 10 com o Independente, já que ambos possuem 4 pontos e possuem campanha idêntica. Ainda nesta quinta-feira, a equipe de Limeira passou pelo Rio Branco, também por 2 a 1. O Rio Branco é o terceiro da chave, com 3 pontos, enquanto que o Fortaleza está eliminado sem ter somado nenhum ponto.

O Tricolor define a sua situação na Copa São Paulo na última rodada. A equipe irá enfrentar o Rio Branco neste sábado (7), às 17h00, novamente no Estádio Agostinho Prada, em Limeira. O empate já basta para o Botafogo garantir a classificação, mas para fechar em primeiro o time precisa da vitória na última rodada e torcer para que o Independente não vença o Fortaleza.

O JOGO
A partida foi disputada em ritmo lento na etapa inicial e a maioria das jogadas das duas equipes não foram concluídas com sucesso. O Botafogo conseguiu evoluir mais rápido que o adversário e aos poucos passou a mandar na partida.

O atacante Brendon tentou chamar a responsabilidade e quase resolveu tudo sozinho. Na base da velocidade, o jogador deixou dois marcadores na saudade com um belo drible e finalizou ao lado da meta dos cearenses.

O Fortaleza não conseguiu ameaçar o gol defendido por Talles e o sistema de marcação do Pantera conseguiu anular as principais jogadas adversárias. Em um erro na saída de bola do oponente, a bola sobrou para Guilherme Teixeira, que carregou até a entrada da área, chutou cruzado e a bola passou muito perto da trave.

Na sequência, o mesmo Guilherme Teixeira foi derrubado na área e o árbitro Humberto José Júnior não teve dúvidas para marcar o pênalti. O camisa 10 Rodrigo Santos mostrou frieza e tranquilidade para acertar a cobrança no meio do gol e anotar o primeiro gol botafoguense na Copa São Paulo.

O resultado levou o time do técnico Rodrigo Fonseca à liderança dividida do Grupo 10
O resultado levou o time do técnico Rodrigo Fonseca à liderança dividida do Grupo 10
ETAPA FINAL
O Fortaleza partiu para o tudo ou nada na etapa complementar. O atacante Denis conseguiu um pouco de espaço, girou em cima da marcação e finalizou no canto. Talles apenas observou a trajetória da bola que acertou a trave.

Apesar do susto, esse foi o único lance de perigo que os cearenses conseguiram criar. Geisandro partiu para jogada individual, passou por dois defensores e chutou no cantinho. A bola passou lentamente ao lado da trave e o segundo gol do Pantera não saiu por pouco.

O Tricolor saiu do quase aos 32 minutos. Depois de boa jogada tramada pela esquerda do ataque botafoguense, a bola sobrou para Bruno já dentro da grande área. Ele limpou o lance e acertou um lindo chute que estufou a rede do Fortaleza.

O Fortaleza só teve forças para fazer o seu gol de honra nos acréscimos. O camisa 9 Denis aproveitou uma das poucas bobeiras da zaga botafoguense e conseguiu vencer o goleiro Talles.

Ficha técnica
48ª Copa São Paulo de Futebol Júnior – Grupo 10
2ª rodada – 05/01/2017 – 21h00
Estádio Agostinho Prada, em Limeira (SP)
Árbitro: Humberto José Junior
Assistente 1: Fausto Augusto Viana Moretti
Assistente 2: Thiago Henrique Almeida Alborghetti
Quarto Árbitro: Felipe Barros

Gols: Rodrigo Santos, aos 43’/1ºT e Bruno, aos 32’/2ºT (Botafogo); Denis, aos 49’/2ºT (Fortaleza);
Cartões amarelos: Geisandro, Guilherme Teixeira, Lucas Leal e Júlio Vaz (Botafogo); Pierre (Fortaleza);

BOTAFOGO
Talles; Gabriel Luiz, Guilherme Café, Júlio Vaz e Geisandro; Lucas Leal, Sousa (Heitor) e Rodrigo Santos (Léo Gregório); Brendon (Bruno), Guilherme Teixeira e Wendel (Hércules). Técnico: Rodrigo Fonseca.

FORTALEZA
Magrão; Jário Vieira (Sávio) (Pierre), Mateus Mota, Yuri Pereira e Paulo (Laerte); Andrei, Luiz Henrique, Sérgio e Ducatti; Denis e Jefferson. Técnico: Evandro Luis Forte.