Copa SP: Destaque do Batatais, Douglas Pote quase desistiu da carreira. Confira!

"Meu sonho é poder dar uma casa para minha família e um carro para o meu pai”, revelou

por Renan Giorgeti

Batatais, SP, 12 (AFI) - O atleta do Batatais Futebol Clube, Douglas Pote, é de origem humilde e poderia ter sido mais uma criança sem um futuro pela frente se não fosse pela prática do futebol. Desde a infância, o garoto que tem temperamento difícil foi criado no Jardim Progresso, Zona Oeste da cidade de Ribeirão Preto (SP), e sempre demonstrou o talento com a bola nos pés.

Na partida contra a Ferroviária, válida pela segunda fase da Copa São Paulo, Douglas fez o gol no tempo normal e, na decisão de pênalti , converteu a sua cobrança

”Vi a minha família passando necessidade e sabia que tinha potencial para ajudar. Então, decidi ir em busca do meu sonho”, contou o atacante Douglas Pote.

Pela boa atuação na Copa São Paulo de Futebol Júnior, onde é um dos artilheiros do Fantasma da Mogiana com três gols, o atacante conseguiu realizar o sonho de se tornar jogador de futebol profissional, após assinar contrato na última sexta feira (06).

“Foi uma sensação boa, diferente de tudo o que já vivi. Aos poucos vou vencendo obstáculos”, celebrou o atleta.

QUASE DESISTIU
Douglas Pote já pensou em abandonar a carreira futebolística e buscar emprego em outra área, mas a família dele sempre deu o apoio para o jovem atleta continuar buscando o sonho que tanto queria. No ano passado, ele foi dispensado pelo Comercial de Ribeirão Preto.

O Batatais irá jogar contra o Sport Recife (PE) na terceira fase, o atacante encara esta Copa São Paulo como divisor de águas na sua vida. O título representaria o primeiro passo para concretizar o seu maior anseio no momento: comprar uma casa própria para os pais.

“Faz tempo que penso em oferecer uma vida melhor para eles. Meu sonho é poder dar uma casa para minha família e um carro para o meu pai”, revelou Douglas Pote.

ORIGEM DO APELIDO
O jogador é natural de Itamari, Bahia e o nome completo do jogador é Douglas dos Santos Silva. O apelido de “Pote” foi dado por um amigo de infância e pegou. “É por conta do tamanho da minha cabeça”, explicou com risos.

No Batatais, o atleta teve problemas disciplinares na temporada passada e chegou a ser afastado da equipe durante a disputa do Campeonato Paulista Sub 20 da Primeira Divisão por não aceitar ficar no banco de reservas.

“Ele achava que tinha que ser titular a qualquer custo e acabou dando uma desvirtuada”, relembrou a mulher do treinador Paulo Lippi, a Renata Lippi.

TERCEIRA FASE
Com a vitória diante da Ferroviária, o Batatais chegou à terceira fase. O adversário será o Sport-PE. O jogo será nesta quinta-feira, às 16 horas.