Copa do Brasil: Marcelo Oliveira assume culpa por derrota do Atlético-MG

Com a vaga na fase preliminar da Libertadores já garantida, pois o Atlético, na pior das hipóteses, terminará o Brasileirão em quarto

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 24 - O técnico Marcelo Oliveira não escondeu a decepção com a derrota por 3 a 1 sofrida diante do Grêmio, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, onde o Atlético-MG se complicou em sua meta de conquistar o seu segundo título da Copa do Brasil. O treinador reconheceu que acabou faltando pegada defensiva ao time alvinegro após ele ter optado por escalar os ofensivos Cazares, Maicosuel, Robinho e Pratto, fato que foi bem aproveitado pela equipe gaúcha.

Assim, ele tirou o peso das costas de seus comandados e assumiu a culpa pelo revés, que obrigará o Atlético a buscar uma vitória por três gols de diferença no jogo de volta, na próxima quarta, em Porto Alegre, ou ao menos por dois para levar a disputa do título às cobranças de pênaltis.

"A responsabilidade é minha. Eu sou o técnico. Você pode cobrar compactação, recomposição, isso é cobrado e é treinado. Depende muito de treino, mas as característica dos jogadores que jogam também", reconheceu Marcelo Oliveira, admitindo que a sua equipe pagou o preço pela postura tática ousada.

"Quando usamos a opção de jogadores mais técnicos, o Robinho, o Cazares e o Maicosuel, sabíamos da questão da marcação. O primeiro tempo foi muito ruim. Demos liberdade para os valentes jogarem e o Grêmio se aproveitou disso", analisou.

O treinador ainda lamentou o fato de que o Atlético acabou levando um gol no final do jogo, em contra-ataque puxado pelo defensor Geromel, que cruzou para Everton decretar o 3 a 1 no placar. Ele admitiu que esse gol "dá uma vantagem sensacional para o Grêmio", mas enfatizou também que "é possível" reverter esse placar na capital gaúcha. "Vamos preparar jogadores que estão fora e podem nos ajudar muito. Ficou mais difícil, foi decepcionante, mas eu acredito sempre nisso", garante.

Com a vaga na fase preliminar da Libertadores já garantida, pois o Atlético, na pior das hipóteses, terminará o Brasileirão em quarto lugar, Marcelo Oliveira mandará a campo um time cheio de reservas para enfrentar o São Paulo neste domingo, às 17 horas, no Independência, em Belo Horizonte, pela penúltima rodada da competição. Assim, espera ter um time mais descansado para surpreender o Grêmio na quarta-feira, antes de fechar sua campanha no torneio nacional no dia 4 de dezembro, contra a Chapecoense, em Chapecó.