Interino diz que Atlético-MG não jogou mal em derrota e elogia garotos

A derrota por 2 a 1 para o São Paulo, assim, não chega a ser uma tragédia

por Agência Estado

São Paulo, SP, 28 - A estreia de Diogo Giacomini como técnico interino do Atlético Mineiro foi de uma forma pouco usual: com um time completamente reserva. Como o foco está todo na final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, o treinador poupou os titulares e levou a campo no Independência uma equipe formada basicamente por garotos. A derrota por 2 a 1 para o São Paulo, assim, não chega a ser uma tragédia.

O próprio Giacomini elogiou a atuação do time. "Levando em consideração o tempo de trabalho e que grande parte desses atletas não vêm jogando o ano interino, acredito que a equipe,
taticamente, foi compacta. Acredito que o Atlético não jogou mal. Teve posse de bola. Trocou mais de 400 passes, contra a metade do São Paulo. A partida se definiu em dois detalhes infelizes da equipe", opinou.

Ele também elogiou os jovens que entraram em campo. "Os jogadores da base foram muito bem hoje (domingo). Vi Lucas Cândido como um leão no meio-campo, roubando muita bola. Vi Jesiel com velocidade. Ele foi muito bem no jogo. Leonan não se omitiu e tentou levar o time à frente. Thalis e Capixaba são meninos que têm muito tempo para maturar para o futebol, mas deram uma resposta boa."