Dedicado, Tony reforça dedicação pelo América-MG: 'Temos que fazer o nosso melhor'

Virtualmente rebaixado no Campeonato Brasileiro, o Coelho encara o Corinthians neste domingo, em Itaquera

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 16 (AFI) - o América-MG precisa de alto aproveitamento nas oito rodadas que restam no Campeonato Brasileiro para permanecer na elite. O momento delicado é bastante sentido pelo meia Tony, que participou ativamente da campanha de acesso no ano passado. O jogador começa dizendo que ninguém queria estar na situação atual. Mas ressalta que a equipe americana não pode baixar a cabeça em nenhum momento.

“Nós lutamos ano passado e não foi fácil conseguir esse acesso. Houve muita luta, muito suor e dedicação. E é triste e doloroso ver o que está acontecendo neste ano. Primeiro pelo Clube, que está querendo se estruturar cada vez mais no futebol brasileiro e tem condições de estar figurando com mais frequência e força na Série A. O sentimento é de tristeza. Não queríamos estar passando por isso, mas temos que assumir a nossa parcela de responsabilidade. É triste, mas ainda temos jogos pela frente, temos chances e não podemos abaixar a cabeça”, enfatiza, em entrevista ao site oficial do clube.

Tony espera confronto complicado, mas destaca que dará o seu melhor (Foto: Carlos Cruz / América-MG)
Tony espera confronto complicado, mas destaca que dará o seu melhor (Foto: Carlos Cruz / América-MG)

DEDICAÇÃO
O próximo desafio será fora de casa, contra o Corinthians, na Arena Corinthians. Uma das opções de Enderson Moreira para o confronto diante do time paulista, Tony garante honrar o Manto Sagrado americano em qualquer momento e circunstância. O armador diz ser grato por defender a camisa do Coelho e afirma que dará o seu melhor sempre que entrar em campo para atuar pelo América.

“Se tiver que jogar bocha com a camisa do América farei o meu melhor para representar a entidade. Temos que fazer o nosso melhor pelo clube, que tem nos honrado e feito tudo por nós. Eu sou muito grato pelo América, sou muito grato por estar aqui e agradeço por isso todo dia. É claro que a gente queria estar em uma situação melhor, mas em cada jogo que eu entrar vou tentar fazer o meu melhor sempre que puder”, garante o meio-campista do Coelho.

JOGO DURO!
O jogador espera uma partida bastante difícil fora de casa, mas espera que a equipe americana consiga colocar dentro de campo as instruções do técnico Enderson Moreira para que o Coelho conquiste seus primeiros três pontos fora de casa no Brasileirão.

“Será um jogo difícil. Primeiro porque é uma grande equipe, que tem feito boas campanhas nos últimos anos. Agora estão brigando por uma classificação na Libertadores e sabemos que eles virão com tudo, porque precisam do resultado. Então vai ser um jogo complicado e por isso devemos ficar bem atentos no que o Enderson vai passar para nós. Para que a gente consiga fazer o nosso melhor em campo”, comenta Tony.