Após novo revés, Enderson 'joga a toalha' no América-MG: 'Fazer outra equipe em 2017'

Treinador destaca que todos sabiam as dificuldades da luta contra o rebaixamento, Coelho está a 15 pontos do primeiro time fora do Z4

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 17 (AFI) - A derrota por 2 a 0 para o Corinthians, na noite do último domingo, complicou muito mais a situação do América-MG no Campeonato Brasileiro. Com um primeiro tempo abaixo do esperado, o time americano sofreu dois gols e na etapa final e não conseguiu reverter o marcador, mesmo melhorando sua produção no segundo tempo.

Ao avaliar o confronto na Arena Corinthians, o técnico Enderson Moreira apontou a fraca atuação no primeiro tempo como determinante para o fracasso em campo. Por outro lado, ele destacou a melhora apresentada na segunda etapa, principalmente pela mudança de postura do time em campo.

“É muito difícil poder falar o que é que aconteceu no primeiro tempo. A gente toma as providências e passa o que deve acontecer. O certo é que nós fizemos um primeiro tempo muito abaixo do que a gente costuma fazer. Uma situação até muito parecida do jogo contra o Coritiba, na minha concepção. No segundo tempo foi diferente. Nós conversamos, chamamos atenção de algumas coisas e a postura já foi outra. Não apenas por não tomarmos gol, mas principalmente pela atitude competitiva, de disputa e de tentar ter um pouco mais de tranquilidade com a bola. O segundo tempo acho que ficou mais próximo daquilo que costumamos fazer”, analisa o treinador, em entrevista ao site oficial do clube.

Enderson destaca melhora no segundo tempo e lamenta falta de efetividade ofensiva (Foto: Carlos Cruz / América-MG)
Enderson destaca melhora no segundo tempo e lamenta falta de efetividade ofensiva (Foto: Carlos Cruz / América-MG)
SEM EFETIVIDADE!
Outro fator apontado por Enderson Moreira na derrota deste domingo foi novamente a falta de pontaria do time americano. O treinador comenta que o América criou pelo menos duas grandes chances na partida contra o Corinthians, mas não conseguiu transformar as oportunidades em gols.

“Tivemos hoje pelo menos duas grandes oportunidades de poder fazer o gol. E é aquilo que a gente faz. Chegamos, criamos alguma situação e acaba não concretizando essa chance em gol. E o adversário talvez tem uma oportunidade e consegue transformar em gol”.

AINDA DÁ?
Lamentando muito o resultado ruim na Arena Corinthians, em São Paulo, o treinador americano Enderson Moreira comenta a fase da equipe na competição nacional. O técnico do Coelho diz que o time irá seguir lutando nos sete jogos restantes e espera um 2017 melhor para o América.

“Nós temos um campeonato ainda e restam sete jogos. A questão do rebaixamento é uma coisa que nós sabíamos da dificuldade. Vamos continuar com nosso objetivo claro de poder vencer jogos, de criar dificuldades para os adversários. Buscar vitórias para que a gente possa terminar essa passagem e termos condições de fazer outra equipe em 2017, apoiado sempre no que a Direção nos proporcionar”.