Autor do gol contra o Inter, Michael fala sobre sua gratidão ao América-MG

'Somente eu e as pessoas que me rodeiam sabem do meu passado e da minha felicidade de estar no América', desabafou

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 20 (AFI) - O atacante Michael comemorou como nunca o gol da vitória do América-MG sobre o Inter na segunda-feira, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Independência. Além de quebrar o jejum de vitórias da equipe na competição, o jogador acabou com uma marca negativa pessoal de quase dois anos e meio sem marcar.

Após o jogo, o atleta falou da importância do América em sua recuperação; Michael lembrou os problemas que enfrentou antes de chegar ao Clube, que abriu suas portas e o acolheu da melhor forma.

“Hoje poderia ter sido gol de quem fosse, mas fico muito feliz por ter sido meu. Somente eu e as pessoas que me rodeiam sabem do meu passado e da minha felicidade de estar no América. Todos sabem dos problemas que tive no passado, mas estou fazendo de tudo para que isso se apague. Sempre vai ter aquela pessoa que vai te lembrar, que vai te difamar para sua família. Mas, aqui, o América me abraçou e a cada dia que passa aproveito a oportunidade como se fosse a última”, afirmou o atacante.

Michael havia marcado pela última vez em 8 de fevereiro de 2014, na vitória do Fluminense sobre o Flamengo por 3 a 0, pelo Campeonato Carioca. Além do Fluminense, ele defendeu também Criciúma e Estoril, mas sem fazer gols.

'Hoje poderia ter sido gol de quem fosse, mas fico muito feliz por ter sido meu', disse o jogador
'Hoje poderia ter sido gol de quem fosse, mas fico muito feliz por ter sido meu', disse o jogador
GRATIDÃO
Michael foi titular na maioria dos jogos, mas nesta segunda estava no banco e foi chamado para o tudo ou nada aos 43 minutos. Dois minutos depois, com oportunismo, marcou o gol da vitória americana. Michael disse que tirou um pesado "peso" das costas com o gol marcado.

“As costas estavam um pouco pesadas. Eu achei que a bola não ia entrar nesse ano, estava já há um tempo sem entrar. Fui feliz e todos os meus companheiros foram muito felizes. Jogamos muito bem e merecemos a vitória. Qualquer outro resultado aqui seria injusto se não fosse nossa vitória. Agradeço muito às pessoas que estão ao meu redor. Hoje estou jogando no América pelas pessoas que estão ao meu redor. Espero que seja o primeiro de muitos e a primeira vitória de muitas também”, completa emocionado o atacante.