Copa Paulista: Fahel Júnior é apresentado ao Água Santa e promete boa campanha

O novo comandante não acredita levar desvantagem por assumir o time no início da segunda fase do torneio

por Federação Paulista (FPF) - São Paulo

Diadema, SP, 21 (AFI) - Mesmo classificado em terceiro lugar e com duas rodadas de antecedência para a segunda fase da Copa Paulista, o Água Santa trocou de técnico. Edinho, que comandou a equipe durante a primeira fase do torneio, saiu e Fahel Júnior, que foi apresentado ao elenco nesta terça-feira (20), assume seu lugar.

Apesar de iniciar seu trabalho com o torneio já em andamento, o comandante não acredita levar tanta desvantagem por conta disso. Fahel enxerga que por se tratar de uma nova fase, em que os times vêm sem nenhuma pontuação, os clubes chegam na mesma condição.

“Nessa segunda fase tudo zera, então é um pouco diferente de chegar no meio da primeira parte e ter que buscar a classificação, por exemplo. É um novo campeonato, então temos que brigar e ter o pensamento de que estamos começando um novo torneio“, contou.

Fahel Júnior enxerga equilíbrio nessa segunda fase (Foto: Fillipe Araújo/ADC)
Fahel Júnior enxerga equilíbrio nessa segunda fase (Foto: Fillipe Araújo/ADC)
Na visão do comandante, o principal problema, de fato, é o pouco tempo de preparação com os atletas para o jogo dessa sábado (24), às 15h, frente ao XV de Piracicaba em casa. Fahel elogiou o adversário e comentou as dificuldades para a montagem do time visando o confronto do final de semana.

“Eu me apresentei na terça-feira ao elenco, conheço um pouco os jogadores, só pelo o que tenho acompanhado de longe mesmo. Tivemos alguns atletas dispensados, então precisamos ficar bem atentos nessa montagem do elenco, para escolher as melhores peças, já que o nosso adversário desse sábado vem forte”, apontou.

Ainda que o time tenha se classificado para a segunda fase, o treinador não acredita que só pontos positivos foram alcançados durante a primeira parte do torneio e projeta dificuldade nessa nova etapa da competição.

“Se você vencer, não quer dizer que está tudo bem, da mesma maneira que se você perder, não é sinal que está tudo ruim. Então alguns resultados às vezes podem enganar. Na primeira fase encontramos times que só vieram para participar, diferente dessa segunda em que os times são os mais fortes e mais estruturados da competição”, finalizou Fahel.