Promotores espanhóis pedem mais de 10 anos para Eto'o por sonegação

Além da prisão, os promotores cobram uma multa de cerca de US$ 15,1 milhões pelos quatro anos

por Agência Estado

São Paulo, SP, 24 - Um dia depois do Ministério Público da Espanha pedir dois anos de prisão para Neymar por suspeita de corrupção, nesta quinta-feira promotores espanhóis denunciaram o atacante Eto'o, também ex-Barcelona, à Justiça. Eles querem que o jogador camaronês seja condenado a 10 anos e seis meses de prisão, por sonegação fiscal.

em que ele supostamente fraudou o sistema tributário espanhol, entre 2006 e 2009, período em que foi um dos astros do Barcelona. Nas contas do MP, ele deixou de pagar cerca de 4 milhões de dólares em impostos.

A discussão sobre os supostos crimes tributários de Eto' é antigo e ele sempre negou participação no esquema. Além dele, os promotores também querem a prisão de seu empresário, Jose Maria Mesalles Mata, também por 10 anos e meio, e do administrador da empresa que permitia a sonegação, Manuel de Jesus Lastre Abreu, pela metade do tempo.

Antes de Neymar e Eto'o, Messi também já enfrentou problemas com a Justiça espanhola. Em julho, o argentino e seu pai foram condenados a 21 meses de prisão por sonegação fiscal. Nenhum dos dois COI para a cadeia porque, na Espanha, sentenças de menos de dois anos de prisão para réus primários são suspensas.