Ex-lateral da seleção da Colômbia é preso com 1kg de cocaína na cueca

De acordo com a polícia da região de Antioquia, Osorio passou por uma revista minuciosa que mostrou que transportava a droga

por Agência Estado

Campinas, SP, 14 - Diego León Osorio, lateral-direito da seleção da Colômbia durante boa parte da década de 1990, foi preso na noite de quinta-feira, no aeroporto internacional José María Córdova, nas proximidades de Medellín, tentando embarcar para Madri com 1,1 quilos de cocaína presos ao corpo.

De acordo com a polícia da região de Antioquia, Osorio passou por uma revista minuciosa que mostrou que transportava droga dentro da cueca, presa à perna e à virilha. Ele alegou que era a primeira vez que realizava esse tipo de serviço, conhecido como "mula", mas o passaporte dele registra diversas viagens curtas a vários lugares do mundo.

Osorio jogou por Independiente Medellín e Atlético Nacional, ambas equipes de Medellín, e defendeu a Colômbia na Olimpíada de 1992, em Barcelona, e nas edições de 1991 e 1993 da Copa América. No total, fez 17 partidas pela seleção principal.

Ele já havia sido preso em outras duas oportunidades, em 2002 e 2010. Na primeira delas, tentou embarcar para Miami com 35 quilos de cocaína. Agora, ele diz que fazia um curso na Espanha para se tornar treinador. Por ser reincidente, pode ficar preso por até cinco anos.