Estado Islâmico proíbe uniformes de Adidas e Nike e punição será de 80 chibatadas

Quem utilizar uniformes feitos por grandes marcas esportivas será punido pelo EI com chitatadas, que ocorrerão em praças públicas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 21 (AFI) – O grupo terrorista Estado Islâmico decretou que os cidadãos que utilizarem uniformes de times ou seleções patrocinados por grandes fornecedores esportivos, como Nike e Adidas, serão punidos com 80 chibatadas.

O grupo de mídia Memri, que monitora ações terroristas, é quem apresenta a informação. O EI alertou a população com uma ilustração, na qual aparecem com um veto os escudos de Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Internazionale de Milão, Milan e Chelsea ou quaisquer roupas que sejam fabricadas pela Adidas e pela Nike. Caso alguém seja flagrado pelo Estado Islâmico vestindo esses uniformes na Síria, a punição será feita em praça pública.

Esta não é a primeira medida que o EI toma sobre futebol em seu território. O grupo extremista já havia informado meses antes que os juízes de futebol seriam banidos de sua função caso “seguirem as regras da Fifa” e não as leis do islamismo. De acordo a uma interpretação do Alcorão, quem é ferido deve ferir de volta, portanto não haveriam mais cartões no futebol do islã.