Paulista
A1
A2
A3

Série C: Às vésperas de julgamento, Betim diz que STJD errou em excluí-lo

O time mineiro tem em maõs toda a documentação que comprova sua inocência

Publicado na terça-feira,
17 de setembro de 2013

Betim, MG, 17 (AFI) – A permanência do Betim no Campeonato Brasileiro da Série C será definida na próxima quinta-feira, em julgamento no Pleno do Tribunal. Por isso, o clube se prepara com documentos que comprovam sua inocência e mostre que o STJD foi precipitado em excluí-lo da competição na semana passada.

 Confira! 

Em contato com o Portal FI, o gerente de futebol Carlos Oliveira (foto abaixo), conhecido como Carlão, afirmou que o time mineiro só entrou na Justiça Comum quando punido pelo CAS (última instância desportiva no Mundo). Por isso, contraria a decisão da última semana.

“O Betim não infringiu o artigo 231 do CBJD. Tínhamos de recorrer sim à Justiça Comum, pois como o time foi punido por decisão do CAS da Fifa, foram esgotadas todas as instâncias desportivas. Somente por isso recorremos contra a retirada de seis pontos por causa da dívida com o Nacional (da Ilha da Madeira), de Portugal”, disse.

Carlão também criticou o STJD, que na outra semana havia decidido pela exclusão do Betim por causa do processo na Fifa (Confira aqui a matéria). “O julgamento em primeira instância do STJD, que nos puniu com a exclusão do campeonato, foi descabido e arbitrário”, criticou o dirigente na manhã desta terça-feira.

“Temos a certeza de que vamos reverter esta exclusão no Pleno. Estamos com a documentação e confiantes em permanecer na Série C”, finalizou.

Enquanto isso, os jogos do Betim segue suspensos. No último final de semana, por exemplo, o Duque de Caxias até viajou para a cidade de Nova Serrana, em Minas, mas teve que retornar ao Rio com a decisão da CBF. Isso continuará valendo para a próxima rodada, quando o Tigre enfrentaria o Vila Nova.

Relembre!
Em decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o clube mineiro foi excluído por ter entrado na Justiça Comum contra uma decisão da FIFA e do CAS (Tribunal Arbitral do Esporte) pela perda de seis pontos referente a uma dívida com o Nacional da Ilha da Madeira, de Portugal, pela transferência do lateral Luisinho, em 2006.

O Betim tem uma dívida com o time português desde os tempos em que se chamava Ipatinga e tinha sede em outra cidade de Minas Gerais, localizada no Vale do Aço. O Nacional recorreu à FIFA para receber o valor, que não foi revelado, e a entidade máxima e o CAS recomendaram à CBF a perda de seis pontos aos mineiros, no dia 21 de agosto.

Mas os mineiros recorreram na Justiça Comum, que conceu uma liminar ao Betim (Clique e confira a liminar da Justiça Comum). Esta é uma decisão parcial da Justiça Comum, que pode ser cassada a qualquer momento. A liminar é apenas para aguardar o julgamento final do mérito.

Com o aparecimento desta liminar, a CBF comunicou à FIFA e ao CAS que estava impossibilitada de fazer isto, pois o clube de Minas Gerais havia tido parecer favorável na a Justiça Comum. A Fifa então ordenou à CBF a denunciar o Betim ao STJD por ter entrado na esfera comum. Sendo assim, o clube foi excluído na última segunda-feira e recorreu à sentença na quarta-feira.

 
Agência Futebol Interior
 
Compartilhe


 Veja Mais 
Listar todas
Quem Somos
|
Fale Conosco
|
Expediente
|
Anuncie no FI
|
Política de Privacidade e Uso
|
Anunciantes
© Copyright 1999-20102 Futebol Interior - Todos os direitos reservados