Paulista
A1
A2
A3

Vasco 0 x 2 Palmeiras - Agora tem que pagar, diretoria!


Publicado na domingo,
22 de junho de 2008

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) – Mesmo com os salários do mês de maio atrasados, os jogadores do Palmeiras fizeram sua parte e, diferente do que muitos pensaram, não fizeram corpo mole neste domingo à tarde, contra o Vasco, em São Januário, no Rio de Januário. Pelo contrário. Jogaram como verdadeiros profissionais e venceram, por 2 a 0, pela sétima rodada do Brasileirão.

Agora, esperam que a diretoria cumpra com a palavra e deposite o dinheiro até terça-feira, prazo máximo estipulado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, que já havia garantido: se isso não acontecer, vai ter guerra. Se o momento de bastidores não é dos mais amenos, o Palmeiras, por outro lado, está reencontrando o futebol mostrado na conquista do título paulista.

Foi a segunda vitória seguida do time, que já tem 13 pontos, na quarta colocação. O Vasco, por sua vez, completou o segundo jogo consecutivo sem vitória. Com oito pontos, ocupa a 12ª posição.

O jogo
Empurrado pela torcida, o Vasco começou melhor. Com mais posse de bola, o Vasco, no entanto, só criou a primeira chance aos 22 minutos do primeiro tempo, em uma jogada que envolveu Jonilson, Leandro Amaral e Vinicius.

O primeiro lançou para Leandro Amaral, que, de três dedos, cruzou para a entrada da área, onde estava Vinicius. O meia, porém, pegou mal na bola e perdeu a oportunidade de abrir o placar.

Aos 35 minutos, os donos da casa voltaram a assustar. Jean recebeu na intermediária, passou por dois marcadores, mas, na hora da finalização, isolou. Os erros do Vasco não foram perdoados pelo atacante Alex Mineiro.

No minuto seguinte, o artilheiro colocou o Palmeiras na frente. O lateral-direito Elder Granja cruzou e, no primeiro poste, Alex Mineiro desviou de cabeça para o fundo das redes. A bola foi em cima de Roberto, mas a força da finalização foi tanta que acabou com qualquer chance de defesa do goleiro vascaíno.

Na etapa final final, o Vasco não assustou, diferente do Palmeiras, que chegou com perigo em jogadas individuais Vadlivia e Martinez.

O Vasco acordou somente aos 26. Jonilson recebeu na entrada da área e bateu colocado. Precavido, Marcos deu um soco na bola, espalmando para escanteio. Em lance parecido, o mesmo Jonilson perdeu nova chance de empatar. Mas o golpe final veio logo em seguida.

O atacante Kleber, camisa 30, aos 30 minutos, definiu a vitória. Ele recebeu na ponta esquerda da entrada da área, cortou para o meio e, de chapa, em diagonal, acertou o ângulo esquerdo do goleiro Roberto, que, assim como no gol inaugural, nada pôde fazer.

Próximos jogos
O Vasco volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Ipatinga, novamente no São Januário. No domingo, o Palmeiras encara o Náutico, no Palestra Itália.

Ficha Técnica

Vasco 0 x 2 Palmeiras

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro – RJ
Data: 22/06/2008
Árbitro: Carlos Eugênio Simom – (Fifa-RS)Renda: R$ 90.090,00
Público: 5.348 pagantes

Cartões Amarelos: Vinicius (Vasco); Pierre, Leandro (Palmeiras)
Gols: Alex Mineiro, aos 36’/1T, Kleber, aos 30’/2T (Palmeiras)

Vasco
Roberto; Wagner Diniz, Eduardo Luis, Anderson e Madson (Bruno Galo); Rodrigo Antônio, Jonilson (Alex Teixeira), Pablo e Vinicius (Alan Kardec); Jean e Leandro Amaral.
Técnico: Antônio Lopes

Palmeiras
Marcos; Elder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro; Pierre, Martinez, Diego Souza (Leo Lima) e Valdivia (Denílson); Kléber e Alex Mineiro (Lenny).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

 
Agência Futebol Interior
 
Compartilhe


 Veja Mais 
Listar todas
Quem Somos
|
Fale Conosco
|
Expediente
|
Anuncie no FI
|
Política de Privacidade e Uso
|
Anunciantes
© Copyright 1999-20102 Futebol Interior - Todos os direitos reservados